RedeGN - Imprimir Matéria

Bombeiros combatem incêndio florestal na região de Pilão Arcado, no norte da Bahia

16 de Aug / 2021 às 06h34 | Variadas

Dezoito bombeiros militares seguem no combate ao incêndio florestal nas localidades de Mandarino, Baixão do Jacu, Bandeira de Baixo, entre os limites das cidades de Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, no norte da Bahia. O incêndio começou na última segunda-feira (9).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os militares foram divididos em três frentes de trabalho. Ainda segundo a corporação, duas retroescavadeiras e três caminhões pipa foram disponibilizados pelas prefeituras de Campo Alegre de Lourdes e de Pilão Arcado.

Os militares também utilizam equipamentos como mochilas costais, foices, pás e enxadas para o combate.

O Corpo de Bombeiros ressalta ainda que a área é de difícil acesso e os ventos fortes, dificultam o trabalho das guarnições. A equipe analisa a possibilidade de apoio aéreo.

Não há informações sobre o que provocou as chamas.

7º DIA DE COMBATE, RELATOS DO 9º GBM:

O 7º dia de combate se concentrou na comunidade da Vista da Lagoa devido a proximidade com as casas e na Lagoa do Virgulino para concluir o combate iniciado no dia anterior. A tropa foi dividida em 2 equipes devido a necessidade estratégica. 

A Vista da Lagoa está localizada na porção leste da Serra (Próxima a BR 020), onde o foco de incêndio teve seu provável início, dos 3 focos no local da serra 1 foi controlado e os outros 2 estão planejados para serem atacados no próximo dia, o planejamento inclui o uso de uma Retro-Escavadeira para abrir um aceiro preventivo no local e um Caminhão Pipa para promover a proteção do maquinário, resfriamento da linha e proteção dos militares. O outro foco mais ao norte, aproximadamente 2km do primeiro, será abordado por 10 militares. Ressalta-se a que o foco precisa ser combatido devido a previsão de ventos com predominância ao norte no dia de amanhã, podendo conduzir o fogo para uma área de caatinga fechada.

Uma GCIF irá atuar no monitoramento da área da Lagoa do Virgulino, devido ao aparecimento no fim da noite de alguns focos de incêndio descendo pela porção Oeste da serra supracitada, seguindo a mesma direção em que alastrou o incêndio para o Baixão do Jacu (já controlado), sendo uma porção mais ao norte do primeira faixa queimada, numa região chamada de Bandeira de Baixo, tais regiões fazem fronteira e possuem acesso por estrada.

Fonte: BNews e 9º GBM

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.