RedeGN - Imprimir Matéria

Horário de funcionamento dos bares e restaurantes de Juazeiro não será ampliado, mesmo com redução do toque de recolher, diz prefeitura

23 de Jul / 2021 às 17h00 | Variadas

Proprietários de bares e restaurantes de Juazeiro estavam na expectativa de que o horário de funcionamento dos estabelecimentos pudesse ser prorrogado, após a publicação nesta sexta-feira (23), no Diário Oficial do Estado, do decreto que adiou o horário de início do toque de recolher em uma hora em todos os municípios da Bahia. Entretanto, a Prefeitura de Juazeiro informou que o horário de encerramento das atividades permanecerá o mesmo.

Conforme o decreto, a partir desta sexta-feira, fica estabelecida em toda a Bahia a restrição de locomoção noturna entre 1h e 5h. Antes, o toque de recolher tinha início à meia-noite, ou seja, uma hora depois do horário determinado para o fechamento dos estabelecimentos. O adiamento em uma hora aguçou nos proprietários a possibilidade de que os bares e restaurantes pudessem funcionar, com atendimento presencial, até meia-noite.

Só que a Prefeitura de Juazeiro, através da Procuradoria Geral do Município, informou que "apesar do novo decreto estadual publicado nesta sexta-feira (23), que institui o início do toque de recolher para a 1h até às 5h, para toda a Bahia, em Juazeiro os estabelecimentos como bares, restaurantes e congêneres deverão encerrar as atividades presenciais às 23h".

A medida que estabelece o toque de recolher entre 1h e 5h, tem validade até o dia 6 de agosto.

Outras pontos do decreto

O decreto estadual manteve a proibição de shows e festas, sejam elas públicas ou particulares, independentemente do número de participantes. Também continua autorizada a realização de atividades e eventos com até 100 pessoas. Os eventos com até 200 pessoas poderão ocorrer somente nos municípios integrantes de região de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 permaneça, por cinco dias consecutivos, igual ou inferior a 60%.

Não houve mudança em relação a outros pontos do decreto, originalmente publicado em 8 de julho.

Da Redação RedeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.