RedeGN - Imprimir Matéria

Copa do Brasil: Jornais de Minas destacam ineditismo do confronto entre Cruzeiro e Juazeirense

23 de Apr / 2021 às 18h45 | Esporte

Jornais mineiros, após sorteio que definiu a juazeirense como o time que vai enfrentar o Cruzeiro na terceira fase da Copa do Brasil, se revezaram em narrativas que mostram a equipe baiana como “time de quarta divisão” ou como uma equipe que em “oito partidas perdeu apenas um jogo”, lembrando que os times que jogou estavam Sport, Bahia e Vitória.

O Jornal O Estado de Minas economizou e se ateve à possibilidade de arrecadação do time mineiro: “O Cruzeiro, que já arrecadou R$ 4,2 milhões por ter superado São Raimundo e América-RN, pode subir a soma de arrecadação para R$ 6,9 milhões em bonificação”, lembraram.

O site Hoje em Dia enfatizou apenas que o Cruzeiro, que disputa a série B, vai enfrentar um time “que disputa a quarta divisão nacional”.

Já no jornal O TEMPO, uma longa matéria destaca o ineditismo desse confronto e lembra que a Juazeirense é líder do Campeonato Baiano, perdendo apenas um jogo este ano: “A Raposa vai pegar a Juazeirense, um confronto inédito na história. O time baiano é o atual líder do Estadual, com 17 pontos, quatro à frente do Atlético da Bahia. Em oito partidas, o time perdeu apenas um jogo, vencendo outros cinco confrontos e empatando dois”, escreveram.

O noticioso não esqueceu os problemas extra campo do jogo contra o Sport Recife, na primeira fase da Copa do Brasil e destacou a histórica classificação, após estar perdendo por 3 x 0 contra o Volta Redonda.

O Jornal Mineiro fez vastos elogios ao elenco da Juazeirense, que classificou como “jogadores rodados e experientes" e que o Cruzeiro vai enfrentar um time arrumado: “É uma equipe que não desiste e mostra muita superação. No Baiano é líder, já garantiu o primeiro lugar antecipado. A Juazeirense tem jogadores experientes, rodados pelo Nordeste do país. Tem o meia Kanu, por exemplo, que é baiano e estava no futebol belga. Tem o Clébson, que passou por vários clubes do país (incluindo os mineiros Boa Esporte, Pouso Alegre e Guarani), tem ainda o Rodrigo Calaça no gol, goleiro que passou boa parte da carreira defendendo as cores do Goiás. Pelo fato de ser ida e volta talvez possa existir um desequilíbrio, já que os outros jogos foram únicos e tudo pode acontecer neste tipo de partida. Mas o Cruzeiro vai enfrentar uma equipe muito bem arrumada", escreveram.

Os sites mineiros não esqueceram de lembrar que o Cruzeiro, em que pese estar na segunda divisão nacional, é o clube com mais troféus na Copa do Brasil, sagrando-se campeão seis vezes, em 1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018. 

A primeira partida ainda não tem data definida, mas deve acontecer entre os dias 2 e 7 de junho.

Da redação redeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.