RedeGN - Imprimir Matéria

Preso em Petrolina na operação Deepwater da Polícia Federal seria funcionário da prefeitura

20 de Mar / 2021 às 12h23 | Policial

A Polícia Federal prendeu ontem dois hackers acusados de roubo de informações sigilosas de mais de 223 milhões de brasileiros, sendo um deles preso em Uberlândia e outro em Petrolina.

A PF considera o caso como o maior vazamento de dados do país, informou o nome do acusado preso em Uberlândia, como Marcos Roberto Correia da Silva, de 24 anos, mas ainda não revelou oficialmente o nome do outro homem, preso na cidade pernambucana.

De acordo com publicações o preso seria um funcionário da Prefeitura Municipal de Petrolina, mas ainda não houve até o momento uma confirmação oficial da identidade do preso e seu grau de participação no crime.

Em que pese o nome do homem acusado já está circulando em redes sociais, a redeGN está buscando uma informação oficial junto à Polícia federal para confirmar a informação.

De acordo com a investigação da Polícia Federal os acusados estariam tentando vender informações sigilosas com nomes, CPF, CNPJ de empresas, endereços, dentro de outros dados.

A prisão preventiva dos dois hackers foi determinada pelo Ministro do STF, Alexandre de Moraes e a redeGN está aguardando uma informação oficial da Polícia Federal para revelar todos os detalhes da operação denominada de Deepwater.

Da redação redeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.