RedeGN - Imprimir Matéria

Eleições 2020: Pré candidatos do Psol em Petrolina acionam Ministério Público e acusam que "não podem ficar de fora da pesquisa"

26 de Aug / 2020 às 15h15 | Eleições

A informação veiculada nesta redeGN movimentou nesta quarta-feira (26) a política de Petrolina. A notícia de que na próxima sexta-feira (28), à meia noite, o Blog Magno Martins (Recife), em parceria com o Instituto Potencial de Salvador, Bahia, traz o primeiro cenário através da realização de uma pesquisa eleitoral em Petrolina, o maior colégio eleitoral do Sertão pernambucano, não agradou os candidatos do Psol.

Pelas redes sociais o médico ortopedista Marcos Heridijânio, pré-candidato do Psol a prefeito de Petrolina, disse que irá acionar o Ministério Público, para 'que se restabeleça a verdade, pois o grupo do Psol vem despontando como um dos mais fortes na disputa eleitoral no município este ano e não pode ficar de fora em qualquer pesquisa que seja realizada".

Segundo a direção do PSOL o nome não aparece na pesquisa eleitoral.

Já acionamos o Ministério Público, pois quem mora aqui já sabe que temos um forte grupo a vereador e para majoritária. Essa será a primeira vez que o trabalhador terá de fato que o defenda. Portanto, estamos entrando com uma reclamação no Ministério Público. Esse é um duro golpe na democracia e na verdade dos fatos”, considerou o médico e pré-candidato.

Rosalvo Antonio, membro do Psol acusa que isto não é a primeira vez que acontece com o Psol de ficar de fora de uma pesquisa eleitoral "tirando mais uma vez o direito do trabalhador e eleitor expressar a sua vontade". Rosalvo disse em contato com a redeGN que recebeu solidariedade de outros partidos. Em 2012 acionei a Justiça Eleitoral. "Na época acusei abuso de poder econômico e má-fé nas divulgações das pesquisas eleitorais. O Psol tem pré-candidato".

Além do Psol, Petrolina é reduto de grandes embates eleitorais, dominado de um lado pelos Coelhos e por outro pelo grupo do ex-prefeito Júlio Lóssio, Petrolina tem outros cinco pré-candidatos na disputa: o prefeito Miguel Coelho (MDB), que vai à reeleição; o advogado Júlio Filho, filho do ex-prefeito Júlio Lóssio e candidato pelo PSD; o ex-deputado Odacy Amorim, candidato pelo PT; o radialista Vinicius Santana, do PCdoB; e o vereador Gabriel Menezes, do PSL.

Redação redeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.