RedeGN - Imprimir Matéria

Gilmar Mendes nega pedido de Eduardo Bolsonaro para suspender trabalhos da CPMI das Fake News

30 de Apr / 2020 às 12h46 | Política

O ministro do STF, Gilmar Mendes rejeitou nesta quarta-feira (29), ação apresentada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro solicitando a prorrogação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, que está em andamento no Congresso nacional, sob o comando de dois baianos, o senador Angelo Coronel (PSD), presidente; e a deputada federal Lídice da Mata (PSB), relatora.

De acordo com Gilmar Mendes “Os fatos apurados pela CPI em tela assumem a mais alta relevância para a preservação da nossa ordem constitucional. Não à toa, há uma crescente preocupação mundial com os impactos que a disseminação de estratégias de desinformação e de notícias falsas tem provocado sobre os processos eleitorais”, justificou.

A defesa do deputado Eduardo Bolsonaro havia alegado que a CPI estaria desrespeitando o foco da linha de investigação proposta no requerimento de criação da mesma. 

Antes da decisão no STF, a CPI já havia encaminhado manifestação afirmando que uma paralização dos trabalhos poderia comprometer o andamento das investigações.

Da redação redeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.