RedeGN - Imprimir Matéria

Policial é preso suspeito de atear fogo em carro de mulher que criticou motim de militares no Ceará

21 de Feb / 2020 às 15h45 | Policial

Um policial militar foi preso ontem quinta-feira (20) suspeito de atear fogo em um carro particular no Bairro Ossian Araripe, na cidade do Crato, interior do Ceará.

A Secretaria da Segurança Pública do Ceará informou que a proprietária do veículo disse aos policiais que motivação do crime seria uma crítica feita por ela, em uma rede social, contra os motins de PMs ocorridos no estado.

O fogo consumiu todo o carro, que ficou destruído. Familiares e vizinhos da proprietária conseguiram conter as chamas, que também atingiram a frente da casa da vítima.

Após a prisão, realizada pela Delegacia Regional do Crato, o suspeito foi levado para a delegacia e autuado. O policial passou por uma audiência de custódia na Comarca de Crato e em seguida foi liberado para responder ao crime em liberdade.

Parte dos policiais militares do Ceará realizam desde terça-feira (18) atos que a Secretaria da Segurança Pública considera "motim" e "vandalismo". Os militares fazem parte de um grupo que reivindica aumento salarial.

Uma proposta do governo do estado tramita na Assembleia Legislativa do Ceará é elevar o salário-base de um soldado dos atuais R$ 3,2 mil para R$ 4,5 mil. O aumento de R$ 1,3 mil ocorre de forma progressiva, até 2022.

Como reação ao movimento dos policiais, o Governo do Estado solicitou apoio da Força Nacional, que chegou ao Ceará nesta quinta-feira, e utiliza policiais civis atuando nas ruas.

Foto: Arquivo Pessoal G1 CE

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.