RedeGN - Imprimir Matéria

Juazeirense jogou melhor mas não saiu do empate com o Vitória. Sonho de classificação permanece

24 de Feb / 2019 às 19h28 | Esporte

Se tivesse que ter um vencedor no jogo deste domingo, no Adauto Moraes, a Juazeirense seria o candidato a vencer, principalmente pelo segundo tempo do jogo, quando foi mais incisivo e por pouco não marca o gol da vitória.

Sob o comando do treinador Carlos Rabello a Juazeirense voltou a ter uma organização tática, fez forte marcação em todos os setores do campo e poderia ter saído na frente no placar aos 37 do primeiro tempo, após Nino desperdiçar uma cobrança de pênalti. O atacante tirou o goleiro da jogada, mas bateu muito embaixo da bola e ela passou por cima do travessão.

No segundo tempo a Juazeirense corrigiu a marcação nas bolas aéreas, principal trunfo do Vitória no primeiro tempo, acertou o meio de campo e em velocidade deu muito trabalho a zaga adversária.

Quando a Juazeirense mostrava superioridade e pecava no arremate final, veio o castigo. Um erro no meio campo proporcionou um contra ataque e Léo Ceará Abriu o placar, calando o torcedor do Cancão.

Mas nem deu tempo do torcedor rubro-negro comemorar, pois 3 minutos depois, Balotelli, aproveitando um bate rebate na área marcou o gol do empate.

A Juazeirense esteve bem perto de comemorar os 3 pontos tão necessários para uma arrancada rumo a classificação, mas o resultado terminou não sendo de todo ruim, já que o Vitória saiu na frente.

Com 6 pontos e uma partida a menos que os principais concorrentes do interior, a Juazeirense só depende dela para embolar completamente a tabela nas rodadas finais dessa fase de classificação. Na quarta-feira o cancão tem um jogo chave, no Adauto Moraes, contra o Jacobina.

A Juazeirense jogou com Douglas Pires; Ewerton, Emílio, Emerson e Wallace; Waguinho, Patrik, Peu (Caio Cezar) e Rogerinho (Hugo); Nino Guerreiro (Kattê) e Balloteli. Técnico: Carlos Rabello. 

O Vitória levou a campo Ronaldo; Mateus Rocha, Thalles, Ramon e Benitéz (Juninho); Léo Gomes (Yago), Rodrigo Andrade, Andrigo e Ruy (Neto Baiano); Léo Ceará e Erick. Técnico: Marcelo Chamusca.

Da redação Blog Geraldo José/Foto Juazeirense/Carlos Humberto

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.