RedeGN - Imprimir Matéria

SOS UAUÁ - MOVIMENTO SOCIAL CONTRA A IMPUNIDADE

25 de Nov / 2010 às 17h30 | Política

Prezado Geraldo,

Sou advogado e faço parte da comissão organizadora do SOS UAUÁ - MOVIMENTO CONTRA A IMPUNIDADE, cujo objetivo é a realização no próximo dia 29/11/2010, às 10hs, de uma manifestação pacifista em protesto ao descaso, impunidade e abusos de poder perpetrados pelo atual gestor público, Sr. Jorge Luiz Lobo Rosa. Lembramos a Vossa Senhoria que os desmandos contam com o apoio da Câmara de Vereadores, haja vista, que das três contas rejeitadas pelo TCM/BA (2006, 2008 e 2009), duas (2006 e 2008) foram aprovadas pelos vereadores que fazem parte da base aliada do prefeito, 06 dos 09, dentre os quais se encontra o Presidente da Casa Legislativa.

Afora isso, outros desmandos devem ser lembrados, a exemplo de: calçamento tipo sonrisal que chega ao ponto de caminhões ficarem atolados ao passarem sobre estes; Hospital sem remédios (dão entrada nas notas fiscais e os remédios não aparecem), médicos (insuficientes e alguns récem-formados sem capacidade técnica para realizar uim parto); roupas de cama e de internos não existem; PSF fechado por falta de médicos, funcionários, dentistas e enfermeiros); SAMU nunca funcionou e ambulância fica em exibição na prefeitura; Lixo hospitalar jogado na rua; Lixo comum,  depósito invadindo a cidade com proliferação de moscas e urubus; Educação, prédios reformados apenas nas notas fiscais de pagamento dos serviços assim como as carteiras individuais para alunos, transpórte escolar deficitário com três meses de pagamento em atraso o que acarreta paralisações em prejuízo do alunado.

SERVIDORES: contratos irregulares, alguns de até R$ 100,00 mensais (com contra-cheques de salário mínimo) e com pagamentos atrasados há mais de três meses; ESTRADAS: convênio com governo federal para recuperação da estrada vicinal Uauá - distrito de São Paulo, realizado pela metade, superfaturado, construtora CONSTRUMAR - (a mesma do calçamento) e com encascalhamento inexistente; as demais estradas vicinais estão intransitáveis, sendo a pior delas a da Barriguda.

Se a população quer estrada transitável tem que pagar trator do próprio bolso, a exemplo das comunidades de Lagoa da Pedra, Rio do Rancho e Poço dos Pais; Inúmeras licitações irregulares: comerciantes proprietários de 3 empresas. 

MATADOURO MUNICIPAL: demolido e os materiais de construção foram distribuindos com seus seguidores políticos. E ainda, NEPOTISMO EXACERBADO: esposa e dois irmãos secretários e mais de 25 parentes empregados.

Por todo o exposto e sabendo da idoneidade e transparência desse blog na divulgação de notícias na região, convidamos uma equipe de reportagem para se fazer presente ao ato manifestativo a ser realizado na data e horários divulgados.

Grato,

Helder Cardoso Ferreira OAB-BA 26587

Comissão Organizadora

Foto Ilustrativa Google

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.