RedeGN - Imprimir Matéria

Prefeitura inicia II oficina para recepcionistas da Rede de Saúde de Juazeiro

16 de Nov / 2010 às 17h40 | Política

Teve inicio nesta terça-feira (16), mais uma iniciativa da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), para qualificação do atendimento dos serviços de saúde no município, prioridade da atual gestão. Todas as recepcionistas da Rede de atenção primária, especializada e hospitalar participam até a próxima quinta (18) da II oficina de Acolhimento aos Recepcionistas da Rede de Atenção à Saúde. A formação acontece no Centro de Saúde III, bairro Angari, das 8h às 12h.
 
Na opinião da recepcionista da Unidade de Saúde da Família (USF) de Massaroca, Joilma dos Santos Silva, 31 anos, o investimento na formação do profissional é de suma importância para que a comunidade seja bem assistida. “Juazeiro nunca teve este tipo de treinamento. Ano passado participamos de outra oficina e obtive resultados maravilhosos, tanto de cunho profissional como com relação à satisfação do usuário. Percebi que melhorei muito, pois observei o rosto de satisfação dos pacientes. Temos que aproveitar esta oportunidade. É muito gratificante”, disse.
 
Para sua colega Luzineide Antunes da Silva, recepcionista do Centro de Referência à Saúde do Trabalhador – Cerest, o acolhimento é sempre uma forma do trabalhador se sentir mais valorizado. “Quando nos sentimos mais capazes, atendemos cada dia bem melhor. A comunidade merece uma atenção diferenciada. Os usuários do Cerest continuarão sendo bem assistidos e com esta atenção especial da prefeitura a tendência é qualificar cada dia o desempenho do funcionário e consequentemente a assistência dirigida à população”, afirmou.
 
A diretora de Humanização da Sesau, Eliete de Castro, esclarece que tratar bem as pessoas é uma obrigação de todos. “A Secretaria de Saúde possui uma Ouvidoria que deve ser usada, pois precisamos ouvir as queixas e com isso fazer as mudanças e melhorar os serviços. Implantamos a Diretoria de Humanização para investir mais nos cuidados voltados ao usuário. Não precisamos de dinheiro para tratar bem as pessoas. A mudança faz parte da atitude de cada um”, argumenta.
 
“Em cada evento aprendemos um pouco mais. O trabalho de cada um é importante, pois é quando oferecemos um serviço em conjunto bem melhor. A função da recepcionista merece uma atenção especial porque é o primeiro contato que o usuário tem no serviço. Na medida em que prestamos uma assistência diferenciada, a população tem uma boa impressão da Rede de Atenção à Saúde. Nós também somos usuários dos serviços e queremos chegar a qualquer lugar e ter um atendimento adequado. A população tem seus direitos e vamos continuar trabalhando em prol de uma saúde melhor”, ressaltou o secretário de saúde, Ubiratan Pedrosa.

Asscom PMJ

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.