RedeGN - Campo Alegre de Lourdes vai ter dia municipal contra mineração

Campo Alegre de Lourdes vai ter dia municipal contra mineração

Comunidades rurais de Campo Alegre de Lourdes vão realizar um Dia Municipal Contra Mineração. A decisão foi tomada na última Assembleia de Trabalhadores realizada no dia 17 de setembro, no salão paroquial. A motivação é o fato do município possuir, segundo o Departamento Nacional de Produção Mineral, 82% do seu território pleiteado por empresas do setor. Empreendimentos que colocam em risco a permanência no campo de centenas de famílias camponesas. O Dia Municipal Contra Mineração em Campo Alegre de Lourdes acontecerá no próximo dia 29 de setembro. A intenção é visitar todas comunidades e aprofundar as discussões sobre a Lei Municipal de Meio Ambiente, que foi aprovada no final de 2012.

Entre uma das áreas mais cobiçadas pelas mineradoras está o Morro do Tuiuiu. O local se transformou num espaço de peregrinação, desde que foi divulgado que ele poderia ser destruído pela extração de minérios. Por isso, a cada ano é realizada no entorno do morro a Romaria em Defesa da Vida. A lei que regulamenta o uso e preservação dos recursos naturais de Campo Alegre prevê que o Morro do Tuiuiu é de conservação permanente. Mesmo assim, as comunidades rurais temem que tal decisão não seja respeitada.

Como exemplo do impacto socioambiental da mineração na vida de localidades rurais há o caso de Angico dos Dias.  Famílias do povoado têm relatado com frequência o surgimento de diversos problemas respiratórios após a abertura de uma mina a céu aberto a um quilômetro da comunidade. De olho nos impostos, um dos maiores interessados na presença de mineradoras em municípios baianos é o governo do Estado, que investe bilhões de reais para fomentar o setor, enquanto políticas públicas urgentes ficam em segundo plano. Campo Alegre de Lourdes, por exemplo, ainda não possui água encanada. 

CPT Juazeiro Fotos da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes