RedeGN - Deputado Gonzaga Patriota visita Antártica para conhecer pesquisas na região

Deputado Gonzaga Patriota visita Antártica para conhecer pesquisas na região

Juntamente com uma comitiva de parlamentares brasileiros, o deputado federal Gonzaga Patriota embarcou na última semana para uma expedição a Estação Antártica Comandante Ferraz. A missão oficial foi organizada pela Marinha do Brasil e teve como objetivo acompanhar as atividades de pesquisa desempenhadas na base brasileira localizada no contingente antártico. Os parlamentares foram apresentados ao Programa Antártico Brasileiro (Proantar), desenvolvido pela Marinha e puderam apreciar algumas experiências e acompanha os trabalhos realizados pelos pesquisadores, além de conheceram um pouco mais sobre uma das regiões mais ricas e belas do planeta.

O Programa Antártico Brasileiro (Proantar) completou 30 anos em janeiro último. Ao longo desse período, permitiu a formação de centenas de cientistas e um vasto acervo de estudos em diversas áreas do conhecimento. A presença brasileira na Antártica culminou, em 12 de setembro de 1983, com a inclusão do País no seleto grupo de Membros Consultivos, colocando-o em posição privilegiada no cenário global e em condições de participar ativamente das importantes decisões sobre o futuro do continente gelado.

A Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) criada em 6 de fevereiro de 1984, localizada na Península Keller, no interior da Baia do Almirantado, Ilha Rei George, após 28 anos apoiando a comunidade científica, sofreu, em 2012 um incêndio que afetou 70% de suas instalações. Permaneceram intactos os refúgios (módulos isolados para casos de emergência); os laboratórios de meteorologia, de química e de estudo da alta atmosfera; os tanques de combustíveis; dois módulos de captação de água doce; a Estação Rádio de Emergência e o heliponto, que são estruturas isoladas da principal.

Apesar do incidente de fevereiro de 2012, todos os projetos solicitados pela comunidade científica e aprovados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) foram atendidos e estão sendo executados, no momento, por cerca de 200 pesquisadores. A reconstrução da nova Estação Antártica Comandante Ferraz terá início no verão de 2013/2014, e se desenvolverá de acordo com os requisitos técnicos elaborados por um Grupo de Trabalho Interministerial e com o projeto resultante de um concurso público nacional e internacional lançado no dia 22 de janeiro e coordenado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB).

Aline Benevides Ascom Dep. Gonzaga Patriota