RedeGN - Semana de Combate às Hepatites Virais em Juazeiro vai até esta quinta (26)

Semana de Combate às Hepatites Virais em Juazeiro vai até esta quinta (26)

 

Em alusão ao Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais (28/07), a Secretaria da Saúde de Juazeiro (Sesau), através do Núcleo DST/HIV/AIDS/Hepatites Virais, continua a semana de luta contra as doenças até esta quinta-feira (26), com várias atividades educativas como palestras e aconselhamento coletivo. A mobilização está sendo realizada no Centro de Saúde III, no bairro Angari, das 8h às 12h.

Para Elizabeth Vieira dos Santos, 24 anos, é importante se prevenir para ter uma saúde melhor. “Frequento os postos de saúde e procuro sempre informações para ficar por dentro dos cuidados. Estas doenças devem ser evitadas e também é essencial não passar para ninguém. Aprendi muito aqui hoje, tanto com as palestras como tirando dúvidas com a equipe”, disse.

Também estão sendo oferecidas à comunidade, principalmente as pessoas que receberam transfusão de sangue ou que realizaram alguma cirurgia de grande porte, incluindo cesariana, antes de 1993, usuários de piercing, tatuagem, drogas injetáveis, inaladas ou pipadas, usuários de vitaminas ou energéticos injetáveis antes da atividade física e familiares de portadores do vírus das hepatites B e C, testagem rápida para hepatites B e C e vacinação para hepatite B, para as pessoas com idade até 29 anos. A vacina contra hepatite B é oferecida para os profissionais do sexo, da saúde e manicure em qualquer faixaetária.

A Secretaria da Saúde também está aproveitando a oportunidade para oferecer, além do teste da sífilis, a testagem para HIV. Para realizar o teste rápido é necessário apresentar a Carteira de Identidade. A supervisora do Núcleo DST/AIDS orienta sobre os principais cuidados: usar preservativo, evitar compartilhar seringas e canudinhos e usar material próprio para barbear e fazer unhas.

Zilene chama atenção para outros detalhes. “As hepatites são silenciosas e graves, pois não apresentam sinais e sintomas. Muitos podem ter e não saber, por isso a Secretaria está sensibilizando a população em geral para fazer os testes e participar das palestras, além de procurar os postos de saúde para exames e vacinas. O diagnóstico precoce e o tratamento são importantes para evitar complicações futuras, como a cirrose, umas das doenças geradas em consequência das hepatites”, informa.

Juazeiro é referência na região para realização dos testes e tratamento. Antes, diz a supervisora, o acompanhamento era feito em Salvador. Os interessados devem procurar os postos de saúde e solicitar a sorologia ao médico ou enfermeiro, e podem se dirigir ao Centro de Informações de DST, HIV e AIDS do município (CIDHA), que funciona no Centro de Saúde III das 7h às 12h. Além do tratamento e aconselhamento através de equipe multiprofissional, a medicação é distribuída gratuitamente pela prefeitura. O CIDHA atende pelo telefone 3612 3750.