RedeGN - Dicas de Saúde: Clareamento dental seus mitos e verdades

Dicas de Saúde: Clareamento dental seus mitos e verdades

A estética dos dentes vem se tornando cada vez mais importante, não só para da uma aparência mais bonita e jovem a uma pessoa, mas para melhorar sua auto-estima. Os dentes amarelados ou com manchas escuras podem ser recuperados com técnicas de clareamento, sendo elas divididas em clareamento caseiro e clareamento de consultório ou“ laser”.

Atualmente, o clareamento de consultório, que é realizado pelo dentista, é uma alternativa para quem não quer se sujeitar ao uso das moldeiras e quer atingir resultados mais rapidamente, pois as concentrações de peróxido de hidrogênio são mais elevadas, 35% na maioria dos casos. Em geral são feitas duas consultas com três aplicações do gel por quinze minutos, mas isso não é uma regra, podendo ser flexibilizado: por exemplo, o paciente, por apresentar sensibilidade ou por cansaço, pode interromper na segunda aplicação o que, via de regra, acontece. Então fazer mais consultas com menos aplicações do gel é o mais adequado para esse paciente. A utilização de fontes luminosas é rotineira nesse tipo de clareamento, embora, alguns estudos mostrem que não há diferença no resultado final com e sem o seu uso, ainda assim, elas são, sem dúvidas nenhuma, grandes armas de marketing.

Então como escolher qual tipo de clareamento devo realizar?  A dica é,  converse com o seu dentista e chegue a um plano de tratamento específico e adequado para você. O clareamento de consultório apresenta algumas vantagens, por exemplo, dispensa o uso de moldeiras, o tempo de tratamento é menor, e, em geral, a sensibilidade dentária é menor do que o caseiro, entretanto tem maior custo. Além disso, é possível combinar os dois tipos. Esse procedimento é comumente utilizado para motivar o paciente, pois são feitas uma a duas aplicações no consultório, o que permite um resultado instantâneo, e o tratamento continua com o uso da moldeira em casa.

Lembre-se que não são todos os dentes manchados que se tornarão  brancos pelo simples fato de fazer um clareamento. Existem limites para clarear, e dentes manchados por antibióticos por exemplo  não se obtém resultados satisfatórios por exemplo, por isso antes de decidir pelo clareamento procure dentista.

Muitos perguntam se as pastas de dente que têm essa expressão whitening (branqueamento) na embalagem  têm o mesmo mecanismo de ação que os clareamentos de consultório e caseiro. Essas pastas contêm partículas abrasivas que removem a camada superficial do esmalte junto com as manchas mais superficiais. Com a remoção contínua de esmalte, devido ao uso prolongado, a dentina, que é a camada abaixo do esmalte e é mais amarelada, fica mais visível, deixando o dente, mais amarelado.

O clareamento é frequentemente combinado com outros procedimentos estéticos restauradores como restaurações de resina, facetas e coroas. O clareamento é sempre oferecido antes, pois é impossível clarear as facetas e as coroas após sua confecção. Um prazo de uma a duas semanas deve ser aguardado após o clareamento antes de começar o tratamento restaurador, pois os agentes clareadores liberam oxigênio no dente o que prejudica as colagens das restaurações, ou seja, elas podem falhar e “cair” com maior facilidadade. 

Dr israel Melo CRO 8887-Ba   melo.israel@gmail.com

Central do Dente, CEO (centro especialidades  odontologicas Pref Juazeiro)

Especialista Radiologia

Clínica-Ortodontia-Odontopediatria