RedeGN - Agentes Comunitários de Saúde de Petrolina participam de oficina sobre enfrentamento da violência contra a mulher

Agentes Comunitários de Saúde de Petrolina participam de oficina sobre enfrentamento da violência contra a mulher

Cerca de 40 Agentes comunitários de Saúde (ACS), estiveram reunidos neste mês de setembro para participar da vigésima oficina de formação do Programa ACS Facilitadores de Rodas de Educação em Saúde. O encontro promovido mensalmente pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) teve como tema “Todos no enfrentamento da Violência contra a Mulher”, onde o objetivo foi organizar o cuidado as mulheres vítimas de violência nas comunidades assistidas pelas Unidades Básicas de Saúde, através das Equipes de Estratégia de Saúde da Família. A oficina contou com a participação do Centro Regional Especializado em Assistência Social (CREAS), que trabalha com serviços de apoio, orientação e acompanhamento a famílias em situação de ameaça ou violência.

Durante a primeira parte do encontro, onde houve a participação do CREAS, o grupo discutiu a Lei nº 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha, sancionada em 2006 pelo então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. O debate girou em torno das mudanças promovidas pela lei que aumentou o rigor nas punições das agressões contra a mulher, quando ocorridas em ambiente doméstico ou família. “Ainda dentro deste contexto, trabalhamos com os ACS sobre as medidas de proteção as mulheres em situação de violência, como deve ser a organização do cuidado na comunidade a este grupo e colocamos em questão ainda os tipos mais comuns de violência que vivenciamos aqui na cidade de Petrolina”, relatou o Coordenador de Promoção à Saúde, Silvoney Júnior.

No segundo momento, os Agentes Comunitários de Saúde visitaram o Centro de Referência de Atendimento a Mulher (CRAM), onde a coordenadora responsável pelo serviço, Graça Sol Posto, detalhou como o Centro vem se organizando para acolher e atender as mulheres vítimas de violência. Na ocasião, o grupo realizou ainda uma roda de conversa sobre os casos notificados pelos ACS nas diversas comunidades em que atuam. Os profissionais foram orientados como resolver estes casos utilizando os dispositivos comunitários, bem como encaminhar tais situações aos serviços responsáveis.

Taisa Alencar/Secom PMP