RedeGN - Conselho Municipal de Assistência Social de Petrolina define critérios para seleção do Programa Minha Casa, Minha Vida

Conselho Municipal de Assistência Social de Petrolina define critérios para seleção do Programa Minha Casa, Minha Vida

Em reunião extraordinária, realizada ontem (18), o Conselho Municipal de Assistência Social - CMAS aprovou os critérios para seleção das famílias que serão beneficiadas na próxima etapa do Programa Minha Casa, Minha Vida, em Petrolina. A pauta, proposta pela Superintendência de Habitação da Secretaria de Planejamento e Urbanismo, é uma maneira de dar mais transparência ao processo de identificação das famílias que irão ocupar as 992 casas dos condomínios Vila Verde e Vila Real. 

Além da presença da presidente do Conselho, a Secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, Tereza Virgínia Carvalho, a reunião ainda contou com a presença dos conselheiros, que aprovaram os critérios, do Superintendente de Habitação, Edinaldo Lima, e da sua equipe. De acordo com Tereza Virgínia, o CMAS propõe, planeja, fiscaliza e acompanha as ações executadas pela gestão municipal, especialmente no que diz respeito às pessoas em situação de vulnerabilidade social. “A participação do Conselho no processo de seleção das famílias beneficiadas no Programa Minha Casa, Minha Vida é muito importante para garantir que os contemplados sejam as pessoas que realmente necessitam”, afirmou a Secretária. 

Respeitando as características de um condomínio fechado, segundo as quais os moradores, além de pagar pela sua casa, ainda contribuem com uma taxa para manutenção de toda a área do conjunto residencial, o Conselho aprovou com unanimidade os seguintes critérios: os contemplados nessa etapa do programa precisam ter renda comprovada a partir um salário mínimo até R$ 1.395,00 e ter no máximo quatro membros na família.

Eneida Trindade Secom PMP