RedeGN - Grupo Compare chega a Juazeiro da Bahia

Grupo Compare chega a Juazeiro da Bahia

O secretário de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Turismo de Juazeiro, Carlos Neiva recebeu ontem (18) em seu gabinete representantes do Grupo Compare, distribuidora pernambucana do ramo atacadista que vai se instalar no município a partir de agosto. Estiveram presentes os gerentes de marketing, Serafim Oliveira, e o gerente local, Jorge Adriani.  A potencialidade econômica do município e o modelo de atração de investimentos adotado pela Prefeitura de Juazeiro, através da APLADE, foram apresentadas pelo Secretário Carlos Neiva. Os executivos mostraram-se satisfeitos e demonstraram nas suas falas o bom momento que vive Juazeiro. “Outras grandes empresas estão vindo para Juazeiro e nós seguimos juntos nesse caminho do desenvolvimento que a cidade vem passando”, destacou Serafim Oliveira, gerente de marketing do grupo. 

O secretário Carlos Neiva ressalta que a chegada de empresas como G Barbosa que teve lançada a pedra fundamental no último sábado (16) para a construção do primeiro Hipermercado de Juazeiro, Casa Valduga, WallMart, EME Tecnologias, Bari Concessionária Fiat, Lojas Americanas, Ducoco, Cocana - Água de Coco, Casas Bahia e o Juá Shopping, que no próximo dia 21 de julho lançará sua pedra fundamental aqui em Juazeiro. É fruto de uma política de atração de investimentos que é uma prioridade do governo Isaac Carvalho. 

“O prefeito Isaac Carvalho nos deu essa missão e nós estamos trabalhando para cumprir as nossas metas. As empresas estão chegando à cidade por acreditarem no nosso projeto. Juazeiro vive no momento um ciclo virtuoso, onde uma série de empresas estão se instalando na cidade, gerando emprego e renda despertando a auto estima do juazeirense que em outros períodos observaram as empresas indo embora da cidade. Vamos manter esse trabalho e fazer com que outros grupos empresariais aportem no município”, declarou Carlos Neiva. O secretário ainda relembrou que por duas vezes no governo Isaac Carvalho Juazeiro foi a cidade do interior que gerou emprego.

Raphael Leal/Ascom PMJ