RedeGN - Filme Velho Samba da Ilha é recebido com festa popular no Sesc

Filme Velho Samba da Ilha é recebido com festa popular no Sesc

“Oh de casa, nobre gente, escutai o que eu direis, na partida do Oriente, a chegada dos três reis...” Estes são os versos da canção de abertura de uma das  mais representativas manifestações da cultura popular brasileira, a Festa de Reis, que modifica o cotidiano dos moradores da Ilha do Massangano – entre os municípios de Petrolina-PE e Juazeiro-BA,a cada mês de janeiro. Estes mesmos versos também abrem o filme documentário “Velho Samba da Ilha”, que foi lançado na noite desta segunda-feira (27), na galeria Ana das Carrancas – Sesc Petrolina, em meio a uma verdadeira festa popular, com direito a exposição fotográfica, exibição de curtas e muita gente sambando.

Logo na abertura dos trabalhos, o Samba de Véio da Ilha do Massangano mostrou a um público bastante participativo a música e a coreografia deste folguedo, que vem encantando platéias em todos lugares  por onde passa. Em seguida o diretor do filme, Chico Egídio falou um pouco do curta-metragem, com duração de 15 minutos, que conta a história do Samba de Veio e a manutenção da Festa de Reis, enquanto tradição secular de legitimação e perpetuação dos costumes populares no Vale do São Francisco. A Festa de Reis é um folguedo animado que, sai de casa em casa, ao compasso de uma permuta por demais interessante: muita música e dança em troca de bebida e da manutenção da tradição.

Para o gerente do Sesc Petrolina, Hednilson Bezerra, o lançamento do curta “Velho Samba da Ilha” abre um novo horizonte para a divulgação e consolidação do trabalho realizado pelo Samba de Véio. “Temos pleno conhecimento da importância cultural deste grupo, e em cada realização nossa – seja em eventos, a exemplo do Aldeia do Velho Chico ou Vale Dançar, fazemos questão de incluir o Samba de Véio. Inclusive, o nosso diretor cultural , Jailson Lima está  preparando no momento um espetáculo  de dança, todo ele baseado na história dos ícones da Ilha do Massangano”.

Durante o lançamento em Petrolina, a Associação Raízes, realizadora do evento, exibiu ainda  um “teaser” do novo trabalho de Chico Egídio intitulado Almas Alimentadas, curta que retrata o ritual religioso característico da Semana Santa às margens do rio São Francisco.O público presente tambémconferiu a exposição fotográfica Ilha do Massangano – Retratos da Vida no Sertão do Velho Chico, resultado do Projeto Jornadas Fotográficas do Vale do São Francisco, que acontece mensalmente em Petrolina. O filme “Velho Samba da Ilha” foi lançado na livraria Cultura, em Recife-PE no último dia 20 de junho, onde foi bem recebido por um grande público e uma completa cobertura da imprensa da capital pernambucana.

Clas Comunicação