RedeGN - FUNCIONÁRIOS DA TERTA PARALISAM OBRA DO SANEAMENTO E REALIZAM MANIFESTO EM JUAZEIRO

FUNCIONÁRIOS DA TERTA PARALISAM OBRA DO SANEAMENTO E REALIZAM MANIFESTO EM JUAZEIRO

Funcionários da Terta, empresa que executa a obra do saneamento (ligações domiciliares) e de construção das casas do projeto Minha Casa, Minha Vida no Antonio Guilhermino, paralisaram as atividades nesta terça-feira (24) e realizaram manifesto em frente ao prédio da construtora na rodovia Salitre, em Piranga.

Luciene dos Santos Carvalho, representante do Sindicato da Construção Civil apoiou a iniciativa dos trabalhadores porque 26 deles foram demitidos e até hoje não receberam as verbas rescisórias.

José dos Santos do Sintepav  - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia, diretoria regional, justificou que a paralisação se deve porque a prefeitura diz que a Caixa Econômica Federal já fez o repasse e a empresa Terta não realiza o pagamento integral dos salários da categoria.

“A empresa joga prá Prefeitura, a Prefeitura joga prá Caixa e ninguém resolve o problema. Nosso setor jurídico já está se mobilizando para acionar a empresa”, disse José dos santos.

Sebastião Otávio Júnior, trabalhador da obra no Antonio Guilhermino, declarou que só recebeu a metade do salário de abril. “Enquanto isso, outros colegas estão passando sufoco devendo pensão, aluguel, feira e a empresa não dá uma posição, ameaçando até entregar a obra”, frisou Sebastião Junior.

Neste momento, cerca de cem trabalhadores liderados pelo Sintepav e Sindicato da Construção Civil realizam manifesto no Paço Municipal.