RedeGN - Artigo – Um mundo de cabeça para baixo!

Artigo – Um mundo de cabeça para baixo!

São muito confusas à compreensão humana, as milhares de controvérsias que se sucedem no dia a dia da humanidade. Algumas chegam a ser inqualificáveis pelo grau de violência animalesca, como, por exemplo, vem se configurando nos casos de separação de casais, seja uma união desfeita após um casamento de longos anos, ou até mesmo de um simples namoro de pouca duração. As manchetes dos jornais que o digam.

Verdadeiras tragédias vêm entristecendo famílias pela ocorrência de crimes revoltantes, principalmente praticados por homens que não aceitam o fim de uma relação de amor que não mais existe. O sentimento de posse reflete uma grosseria inominável!

O noticiário diário está infestado de violências absurdas, em que jovens têm perdido as suas vidas, e o mais recente caso trata de um louco que jogou o seu caminhão contra a moto que conduzia na garupa a sua ex-mulher, matando-a de forma irracional! Tão brutal que ao seu lado na cabine estava o próprio filho de 7 anos, que a tudo assistiu!

Outro fato marcante, é que ao longo da história os pesquisadores da ciência médica têm se dedicado de forma admirável, na luta incansável para descobrir substâncias medicamentosas que curem as doenças graves e que destroem as vidas. Daí é que a vacina preventiva se tornou a salvação para vencer pandemias mortais ao longo dos séculos, a exemplo do sarampo, rubéola, coqueluche, tuberculose, poliomielite, meningite etc. Graças à evolução da ciência, as mortes por infecção desses vírus foram sendo progressivamente controladas. Mesmo assim, com o atual Coronavírus, no mundo já se perderam quase 6,0 milhões de vidas - 420 milhões de infectados! -, e só no Brasil 643 mil brasileiros!

As ocorrências ao longo da história foram registradas para servirem de exemplo à própria humanidade. Assim, vale recordar que no ano de 1904, em meio à epidemia da Varíola, aqui no Brasil ocorreu a “Revolta da Vacina” que foi um movimento popular agitado por algumas lideranças da época, argumentando “que a vacina causaria às pessoas o risco de ficarem com feições bovinas”, isso porque o imunizante foi encontrado a partir de “pústulas de vacas doentes”. Razões só pertinentes aos pesquisadores...

Pasmem os leitores, mas em dezembro de 2020, ou seja, 116 anos depois da citada Revolta, mesmo com a morte de muitos brasileiros no início da atual Pandemia do Coronavírus, não é que o Presidente do Brasil, declarou, num blefe insensato dirigido a quem se vacinar: “Se você virar um jacaré, é problema seu”. Óbvio que milhares de pessoas ainda hoje se manifestam contra a vacina, inspiradas por débeis conceitos pessoais de um leigo no assunto que, inclusive, disse mais que “a vacina contra o COVID-19 estaria associada ao desenvolvimento do vírus da AIDS”! Tantos anos depois ressurgir princípio tão retrógrado, só posso imaginar que qualquer semelhança com 1904 seja mera coincidência! Ou uma loucura, ouvir tantas declarações vazias e insignificantes!

O Historiador francês Laurent-Henri Vignaud, professor da Universidade de Bourgogne, declarou em entrevista à BBC News Brasil de que “o Presidente Bolsonaro é o único líder político da História a desencorajar a vacinação”. Isso só nos envergonha perante o mundo!

Com esses breves registros, e muitos outros que sabemos existir, seria possível ilustrar ricamente um quadro comparativo de épocas bastante diversificadas. Mas a estúpida violência presente na inversão de valores morais e éticos, sugere o entendimento de que, às vezes, estamos vivendo em “UM MUNDO DE CABEÇA PARA BAIXO!”.

Autor: Adm. Agenor Santos, Pós-Graduação Lato Sensu em Controle, Monitoramento e Avaliação no Setor Público - Aposentado do Banco do Brasil – Salvador – BA.