RedeGN - "Projeto da Travessia Urbana está em fase de revisão para licitação das obras", diz assessoria DNIT

"Projeto da Travessia Urbana está em fase de revisão para licitação das obras", diz assessoria DNIT

"A Travessia urbana da cidade de Juazeiro, Bahia, pelas rodovias BR-407/235 até o encontro com a ponte Presidente Dutra sobre o rio São Francisco, está em fase de revisão de projeto para a licitação das obras, onde será duplicada toda travessia urbana até o encontro da ponte Presidente Dutra ainda no primeiro semestre de 2022".

Essa é a informação  que a REDEGN obteve com exclusividade do Núcleo de Comunicação Social, Superintendência Regional do DNIT no Estado da Bahia, sobre a obra de duplicação da ponte Presidente Dutra, trecho Juazeiro. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Infraestrutura.

A REDEGN publicou que com a proximidade das eleições ouvintes da programação de Rádio em Juazeiro e Petrolina e leitores, começaram a cobrar as promessas feitas pelos deputados e lideranças polícias da região. 

Uma das cobranças é a duplicação da ponte Presidente Dutra, trecho do lado de Juazeiro Bahia.

No final do ano passado o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas anunciou a duplicação do trecho Juazeiro, Bahia, na ponte que liga Juazeiro a Petrolina no primeiro trimestre de 2022. 

Na resposta a REDEGN, é garantido que o projeto está em fase de revisão. O projeto da Travessia Urbana prevê a duplicação da área urbana da BR-407, no trecho entre a rotatória do Mercado do Produtor de Juazeiro até a Ponte Presidente Dutra, com a ampliação das faixas de rolamento, além da construção de viadutos e alças de acesso, entre outras melhorias.

O assunto da duplicação da Ponte Presidente Dutra teve referência até no seu perfil no Instagram do deputado federal, Eduardo Bolsonaro que declarou está "trabalhando para solucionar o problema da ponte picolé, entre Juazeiro e Petrolina".  Segundo o deputado, a ponte é "motivo de chacota" por não ter a via de Juazeiro duplicada".

Redação redeGN Fotos Ney Vital