RedeGN - Morre Aurinha do Coco, uma das guardiãs do Coco de Roda de Pernambuco

Morre Aurinha do Coco, uma das guardiãs do Coco de Roda de Pernambuco

Morreu na madrugada desta quinta-feira (27), a Mestra Aurinha do Coco. Desde dezembro, uma das guardiãs do Coco de Roda no Estado, passava por problemas de saúde, e chegou a ser socorrida algumas vezes para Unidades de Pronto Atendimento e nos últimos dias foi levada para o hospital e ficou internada até o seu falecimento.

A causa da morte, de acordo com nota divulgada em sua página no Instagram, foi uma parada cardiorrespiratória.

Áurea da Conceição de Assis Souza era olindense, e por lá iniciou a carreira como coquista, inclusive integrando o grupo de Selma do Coco por algum tempo como vocalista. A partir dos anos de 1990 seguiu em carreira solo e de lá para cá passou a disseminar a cultura do coco palcos afora, inclusive nacionalmente.

Nota de Pesar: A Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), lamentaram, através de nota, a morte da Mestra Aurinha do Coco. Para Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe, Aurinha era símbolo de alegria por onde passava. 

“Aurinha sempre foi um ícone da resistência da cultura popular, carregando com ela a dança, a música, as vestimentas, e sendo um símbolo de alegria por onde passasse. Quando falamos do coco praieiro do Amaro Branco, em Olinda, lembramos de Aurinha e sua história. Daqui em diante ela será lembrada e homenageada sempre que uma roda de coco acontecer”.

Gilberto Freyre, secretário de Cultura do Estado, também comentou sobre a morte da Mestra. “Mestra Aurinha do Coco dedicou boa parte de sua vida à preservação da cultura e tradição pernambucana. A Secult-PE e Fundarpe deixam seus sentimentos aos amigos e familiares da Mestra”

Secult Pe Foto redes sociais