RedeGN - Covid-19: Ocupação de leitos de UTI está acima de 80% em dez capitais brasileiras

Covid-19: Ocupação de leitos de UTI está acima de 80% em dez capitais brasileiras

O Brasil bateu novo recorde de casos de Covid-19 desde o início da pandemia na quarta-feira (26). Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), 224.567 novas infecções foram relatadas nas últimas 24 horas.

Com o crescente número de casos, aumenta também o número de pacientes internados pela doença em todo o país. Levantamento da CNN aponta que dez capitais estão com mais de 80% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.

Belo Horizonte (82,1%), Campo Grande (89,7%), Curitiba (85%), Florianópolis (84,3%), Goiânia (95,6%), Macapá (90%), Manaus (82%), Porto Velho (91,7%), Rio Branco (90%) e Vitória (82,7%) são as capitais do país com piores índices de ocupação nesta quinta-feira (27).

Natal (79,7%) e Fortaleza (78.68%) também chamam atenção pelo alto número de pessoas internadas na UTI.

Questionado sobre a onda de casos de Covid-19 no país, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o país país está preparado para um aumento da pressão no sistema de saúde.

“Nós já sabemos o que devemos fazer, a nossa estrutura foi fortalecida. Por exemplo, com o oxigênio que houve crise no passado, [hoje] os nossos hospitais estão mais fortalecidos”, disse em entrevista coletiva nesta quarta.

O ministro reforçou também a importância de avançar com a imunização em todo o Brasil. Segundo o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Wilames Freire, 85% das pessoas que estão com Covid em leito de UTI são as pessoas que não tomaram a vacina.

Situação nos estados

Segundo a CNN, ao menos seis estados brasileiros e o Distrito Federal estão com mais de 80% dos leitos de UTI ocupados.

São eles Pernambuco (82%), Goiás (83,1%), Mato Grosso (87,4%), Rondônia (85,5%), Mato Grosso do Sul (97%) e Piauí (84,2%). O Distrito Federal está com 89% dos leitos de Terapia Intensiva ocupados.

Também chamam a atenção pelos altos índices de ocupação os estados do Amazonas (73,4%), Espíritio Santo (79,7%) Tocantins (77%) e Rio Grande do Sul (79,1%).

Fonte: CNN Brasil