RedeGN - Velho Chico: Primeira Expedição Científica do Submédio São Francisco tem comissão organizadora definida

Velho Chico: Primeira Expedição Científica do Submédio São Francisco tem comissão organizadora definida

Com foco na realização da primeira Expedição Científica do Submédio São Francisco, a foi realizada no dia 19 de janeiro, uma reunião virtual para definir os integrantes da comissão organizadora do evento. O objetivo é realizar a expedição na região do Submédio São Francisco no segundo semestre de 2022.

“A realização de expedições científicas é de indiscutível relevância para a gestão dos recursos hídricos na bacia do Rio São Francisco, a medida que possibilita a condução de diagnósticos e estudos essenciais para o planejamento dos usos e de programas de revitalização, em uma região fortemente antropizada e com conflitos de uso que podem comprometer a sustentabilidade futura dos diversos usos”, explicou o coordenador da Expedição e secretário da Câmara Consultiva Regional do Submédio São Francisco, Abelardo Monteiro.

Considerando as particularidades da região, a expedição tem como objetivo possibilitar uma maior aproximação da comunidade acadêmica e científica lotada na região, fomentando a articulação entre pesquisadores e técnicos em torno de ações de desenvolvimento sustentável. Além de contribuir para a formatação de uma rede cooperativa entre universidades e institutos dos estados diretamente envolvidos, como Pernambuco e Bahia, ao mesmo tempo agregando contribuições e parcerias de outras instituições que se disponham a colaborar.

Além das atividades científicas e de extensão utilizando embarcações, estão previstas ações por terra que devem contemplar desafios ambientais e sociais enfrentados por usuários, populações ribeirinhas e comunidades tradicionais. A primeira expedição terá abrangência da região do Submédio São Francisco desde o entorno da calha principal em trechos prioritários navegáveis como Paulo Afonso – Moxotó, Petrolândia – Barra do Tarrachil e Petrolina/Juazeiro – Sobradinho.

Inicialmente está previsto o envolvimento de aproximadamente 22 pesquisadores de universidades e institutos dos estados da Bahia e Pernambuco distribuídos em equipes multidisciplinares atuando diretamente no monitoramento da região. O grupo deve atuar em quase 30 áreas de pesquisa que envolvem a qualidade da água e reúso, ictiofauna, geoprocessamento uso e ocupação, climatologia, administração/geração de renda, educação ambiental, saúde única, ecotoxicologia, ecologia vegetal, educação ambiental, saúde humana, taxonomia, biologia/biota aquática, pesca carcinofauna, antropologia, sociologia, arqueologia, pedagogia, direito, limnologia e fitoplancton, fauna, flora, ecologia, geoprocessamento, flora e macrófitas, educação ambiental e comunicação social.

“Definida a comissão organizadora e as linhas de pesquisa, vamos conseguir avançar em todos os outros requisitos necessários à montagem da estrutura para a Expedição Científica. Com isso, o grupo passa a se reunir periodicamente a fim de cumprir os prazos previstos para que a expedição aconteça no segundo semestre deste ano”, explicou o Coordenador da Câmara Consultiva Regional do Submédio São Francisco, Cláudio Ademar.

A exemplo do que já acontece na região do Baixo São Francisco, a Expedição do Submédio será realizada pelas Universidades e contará com o apoio e parceria do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. A ação deve cumprir ainda os objetivos científicos de promover o monitoramento e diagnóstico sócio-ambiental, estabelecimento de uma rede de monitoramento permanente, fomento a formação de rede cooperativa, proposição de ações de conservação e revitalização, publicação de artigos científicos em periódicos indexados, elaboração de livro científico sobre a expedição, formação de recursos humanos de alto nível, ampliação do conhecimento e banco de dados disponíveis sobre o Submédio e fortalecimento do sistema de informações do São Francisco.

Ao final da primeira Expedição deverão ser elaborados dois relatórios parciais e um relatório final, além de um livro que deve ser concluído em dezembro de 2022.

 

Ascom CBHSF: *Texto: Juciana Cavalcante *Fotos: Emerson Leite