RedeGN - Cidades mineiras devem interditar acesso a cânions, recomenda MPF

Cidades mineiras devem interditar acesso a cânions, recomenda MPF

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou que os municípios de Capitólio, São João Batista do Glória e São José da Barra, todos no Sul de Minas Gerais, interditem temporariamente o acesso em áreas semelhantes ao cânion onde ocorreu a tragédia com 10 mortos no lago de Furnas, no último sábado (8).

O MPF esclareceu que as interdições deverão vigorar até que esses três municípios mapeiem geologicamente suas regiões.

O órgão também questionou a Delegacia Fluvial de Furnas, pertencente à Marinha, sobre o deslizamento no cânion e sobre como é feita a fiscalização da segurança de navegação no local.

A empresa Furnas Centrais Elétricas também terá que prestar esclarecimentos. Ela deverá enviar ao MPF o mapa geológico da região e os últimos relatórios de monitoramento.
 

Jornal Estado de Minas