RedeGN - Pedindo mais informações, Gabinete do Governo de Pernambuco entra em contato com os pais de Beatriz durante caminhada

Pedindo mais informações, Gabinete do Governo de Pernambuco entra em contato com os pais de Beatriz durante caminhada

Os pais da garota Beatriz Angélica, Lucinha Mota e Sandro Romilton, divulgaram na manhã desta segunda-feira, 20, que a Secretária da Chefia do Gabinete do Governo de Pernambuco entrou em contato com eles requerendo que os mesmos enumerassem as solicitações sobre o caso.

Os pais informaram, através de carta, a data de início da caminhada, 05 de dezembro e que foi idealizada a mais de um ano.Disse também que não irá "em nenhuma hipótese interromper a caminhada".

Segundo o documento oficial, Lucinha e Sandro querem a federalização do caso e a assinatura do termo de cooperação técnica do grupo americano para que ajude no caso. Ainda de acordo com as informações, isso vem sendo pedido desde setembro de 2020 e até hoje está pendente.

No final da carta, os pais foram firmes: "Promessas não terão o condão de interromper a caminhada, pois promessas por parte do Estado, desde o inicio do inquérito, foi o que mais recebemos" finalizaram.


A nota foi feita em pesqueira, a verca de 500 Km de Petrolina, de onde iniciram a caminhada, no dia 5 deste mês de  dezembro. 

Confira o teor do documento, na íntegra:

“Pesqueira/PE, 20 de dezembro de 2021. 

À Sua Excelência o Sr. Governador do Estado de Pernambuco - Paulo Câmara 

Assunto: Cooperação técnica da empresa Criminal Investigations Trbarnaramente aining - CIT GROUP e/ou federalização para o caso Beatriz.

Exmo. Sr. Governador do Estado de Pernambuco, 

Conforme amplamente divulgado pelos meios de comunicação, a decisão dessa caminhada ocorreu há pouco mais de um ano, com intuito de sensibilizar o Estado sobre as solicitações que iremos enumerar adiante, solicitações essas que há muito tempo foram realizadas ao senhor governador. 

A caminhada iniciou no dia 05 de dezembro de 2021, saindo de Petrolina com destino a Recife, também, amplamente divulgada pelos meios de comunicação. Nesse exato momento, dia 20/12/2021, estamos chegando em Pesqueira. 

Toda a caminhada está sendo realizada a pé. Qualquer conversa com Vossa Excelência deverá ocorrer durante a caminhada, ou se deslocando ao nosso encontro nas rodovias ou através agendamento prévio à cidade mais próxima do nosso percurso. Ressalta- Recebemos a ligação de uma pessoa que se identificou pelo nome de Edneide, afirmando ser secretária e que estava falando em nome da Chefia de Gabinete do Governador, requerendo que enumerássemos as nossas solicitações, se que em nenhuma hipótese iremos interromper a caminhada para entrarmos em veículo com destino a Recife ou a qualquer outra localidade distante do nosso trajeto, repito, estamos caminhando, andando a pé e assim continuaremos, as quais passamos a, mais uma vez, descrevê-las abaixo: 

1. Manifestação favorável à federalização do caso Beatriz para encaminhamento à Procuradoria Geral da República; e/ou 

2. Assinatura do termo de cooperação técnica com a empresa CIT GROUP, que deverá ser realizada de forma oficial e com acesso integral ao inquérito que apura o caso Beatriz. Cabe salientar que o Consulado Americano também formalizou o pedido junto ao Governo do Estado. 

As solicitações acima foram realizadas desde setembro de 2020 e se encontram pendentes de manifestação por parte do Estado de Pernambuco, até o presente momento. 

O propósito da caminhada é justamente o que ora se inicia, provocar a preocupação do Estado em cumprir com suas obrigações na solução do caso Beatriz. 

Cabe ressaltar que promessas não terão o condão de interromper a caminhada, pois promessas por parte do Estado, desde o início do inquérito, foi o que mais recebemos. 

Atenciosamente, Sandro Romilton Ferreira da Silva Maria Lúcia Mota da Silva.".

Redação Rede GN