RedeGN - Políticos prestam solidariedade e apoio a Ciro após ex-ministro ser alvo da PF

Políticos prestam solidariedade e apoio a Ciro após ex-ministro ser alvo da PF

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) manifestou apoio ao ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes (PDT) após o pedetista ser alvo de operação da Polícia Federal nesta quarta-feira (15). As casas dos irmãos do presidenciável, Lucio e Cid Gomes, também receberam busca e apreensão.

"Suas casas foram invadidas, sem terem sido sequer intimados a depor. Como cidadãos brasileiros, merecem ser tratados com o respeito às leis vigentes ao país. Repudio o arbítrio e a perseguição a eles", escreveu a petista no Twitter.

Os três são acusados de envolvimento em um esquema de corrupção no Ceará. O juiz Danilo Dias Vasconcelos de Almeida registra como funcionava o pagamento de propina para o pedetista. O caso envolve o processo de licitação da Arena Castelão, no Ceará.

Após a visita dos policiais federais, Ciro foi às redes sociais criticar a operação e responsabilizar o presidente Jair Bolsonaro (PL). "Até esta manhã, eu imaginava que vivíamos, mesmo com todas imperfeições, em um país democrático. Mas depois da Polícia Federal subordinada a Bolsonaro, com ordem judicial abusiva de busca e apreensão, ter vindo à minha casa, não tenho mais dúvida de que Bolsonaro transformou o Brasil num Estado Policial que se oculta sob falsa capa de legalidade."

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também manifestou apoio a Ciro Gomes. “Quero prestar minha solidariedade ao senador Cid Gomes e ao pré-candidato a presidente Ciro Gomes, que tiveram suas casas invadidas sem necessidade, sem serem intimados para depor e sem levar em conta a trajetória de vida idônea dos dois. Eles merecem ser respeitados”, escreveu o petista nas redes sociais.

Dilma x Ciro

A solidariedade da ex-presidente Dilma a Ciro acontece meses após os dois discutirem publicamente nas redes sociais. A disputa se deu após o ex-ministro afirmar, em entrevista ao portal UOL, que o ex-presidente Lula teria conspirado pelo impeachment de sua sucessora. Dilma não gostou e reagiu à declaração.

"Ciro Gomes está tentando de todas as foramas reagir à sua baixa aprovação popular. Mais uma vez mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço. O problema, para ele, é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas 1 dígito nas pesquisas", criticou Dilma.

Bnews / Foto: Reprodução/Redes Sociais