RedeGN - Coletivo de Saúde do PT emite nota de repúdio por demissões em massa na gestão municipal da saúde em Juazeiro

Coletivo de Saúde do PT emite nota de repúdio por demissões em massa na gestão municipal da saúde em Juazeiro

Em nota distribuída a imprensa regional, o Coletivo de Saúde do Partido dos Trabalhadores de Juazeiro-BA repudiou a politica de gestão da saúde adotada pela prefeita de Juazeiro-BA Suzana Ramos a quem acusam de "demitir em massa trabalhadores e trabalhadoras que atendem nas Unidades Básicas de Saúde".

Na nota, o Coletivo acusa a gestão de proporcionar "um desmonte na saúde especialmente na atenção básica, com as UBS sem equipe para atender as demandas".

Confira a nota na íntegra:

"NOTA DE REPÚDIO

O Coletivo de Saúde do Partido dos Trabalhadores-PT de Juazeiro-BA, vem a público repudiar veementemente a politica de gestão da saúde adotada pela prefeita municipal de Juazeiro-BA Suzana Ramos, onde irresponsavelmente fez uma demissão em massa de trabalhadores e trabalhadoras de saúde que atendem nas Unidades Básicas de Saúde. 

Não basta o desmonte do SUS provocado pelo Governo Federal, a prefeita de Juazeiro em uma atitude arbitrária e autoritária demite vários profissionais contratados, muitos com serviços prestados a mais de 18 anos. Hoje a maioria das UBS está vazia com suas equipes desmontadas e sem capacidade de atendimento ao público.

Servidores que se doam, em meio uma saúde com muitos problemas, visto a falta de medicamentos básicos como dipirona e antialérgicos, a falta de insumos até para curativos entre outras dificuldades. Ou seja, falta tudo para que esses profissionais de saúde possam fazer um trabalho humanizado e cumprir com seu juramento de salvar vidas. Além de todas as angustias que esses profissionais passam no dia a dia no labore, ainda recebem a triste noticia das demissões, uma atitude retrógrada e maléfica da atual administração, que jurava no palanque mudar a cara da saúde da nossa cidade e que valorizaria os servidores públicos municipais, em especial os/as trabalhadores/as da saúde.

Com a desculpa de ser cobrada pelo ministério público, quanto aos profissionais contratados, vários servidores foram desligados brutalmente, sem que esses profissionais fossem ouvidos e que se buscassem alternativas, evitando essa atitude arbitrária. Como parte desses profissionais já tinham mais de 15 anos de serviço prestado, poderiam por exemplo ser efetivados pelo prefeita, como foi feito em outras gestões, porque só depende da boa vontade política do governo, sem falar que a mesma poderia decretar estado de calamidade pública e contrata por emergência. O que seria uma atitude responsável, tanto com o/a trabalhador/a como com os usuários do SUS. Alertamos que no serviço público a descontinuidade dos serviços é danoso a todos os processos de gestão e atendimento a população. 

O que fica mesmo, é um verdadeiro desmonte da saúde no município, especialmente na atenção básica, com as UBS sem equipe para atender as demandas. Por isso senhora prefeita, a sociedade pergunta, como será a vacinação da população que procura a vacina da Covid-19 em meio a pandemia? Como os idosos serão atendidos já que não tem médicos? Diante desse quadro a sociedade não pode aceitar um retrocesso tão grande na saúde da nossa cidade.
Por isso, cobramos publicamente a prefeita Suzana Ramos a reparação dessa maldade que desassiste a população da sede e do interior, maltrata e humilha os/as trabalhadores/as da saúde de Juazeiro. Por isso repudiamos essa ação desastrosa da prefeita e nos solidarizamos com todos/as os/as profissionais demitidos.

Juazeiro-BA, 15 de dezembro de 2021.

Coletivo de Saúde do Partido dos Trabalhadores-PT de Juazeiro-BA"

A redeGN está tentando contato com a Secretaria de Saúde de Juazeiro para saber o posicionamento diante das denuncias formuladas pelo Coletivo de saúde do PT de Juazeiro.

Da redação redeGN