RedeGN - Compesa esclarece alteração no sabor da água distribuída à população de Petrolina: "Consequência do período de chuvas"

Compesa esclarece alteração no sabor da água distribuída à população de Petrolina: "Consequência do período de chuvas"

Após reclamações de moradores, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) se manifestou sobre a "pequena alteração observada no sabor da água distribuída" aos municípes de Petrolina. Segundo a Companhia, a mudança "é consequência do período de chuvas, quando é natural se verificar um aumento na concentração de cloretos na água bruta da região".

Apesar de perceptível ao paladar, a Compesa disse que a concentração observada está apenas vinte e quatro por cento do valor máximo definido para esse parâmetro, segundo o Ministério da Saúde. "Convém salientar, ainda, que a tendência é que os valores medidos diariamente de concentração de cloretos na água bruta diminuam gradativamente nos próximos dias, indicando uma tendência de normalização e restabelecimento da situação a curto prazo", acrescentou a Compesa em nota.

Sistema sobrecarregado

Mais cedo, a Compesa emitiu uma nota informando que os sistemas de esgotamento sanitário de Petrolina foram sobrecarregados em virtuda da chuva que caiu pela manhã. Segundo a Companhia, o problema é reflexo "da ausência e/ou deficiência do sistema de drenagem de água pluvial, cuja competência é do poder público municipal".

“A Companhia destaca que é fundamental que a população colabore não jogando lixo nas tubulações, não retirando as tampas dos poços de visita (equipamento por onde são realizados os serviços de manutenção) e nem realize ligações de água de chuva na rede de esgoto, pois isso agrava mais ainda a situação devido ao acúmulo de areia e lixo dentro das redes coletoras, o que danifica todo sistema, e prejudica o tratamento adequado do esgoto“, orienta a Compeas.

A população pode acionar a Compesa pelos seguintes canais: 0800 081 0195, pelo site www.compesa.com.br ou pelo aplicativo Compesa Mobile.

Da Redação RedeGN