RedeGN - José Carlos Tanuri, 80 anos: um político juazeirense que sabia conservar e conquistar amigos

José Carlos Tanuri, 80 anos: um político juazeirense que sabia conservar e conquistar amigos

 "Meu filho, conserve os velhos amigos e faça mais amigos", este foi um dos conselhos do velho pai, seguido à risca por Jose Carlos Tanuri, filho de Américo Tanuri, prefeito de Juazeiro por 2 vezes.

Foi através da política que o menino José Carlos encontrou um caminho para atender ao palpite do pai. Aos 16 anos passou a trabalhar no gabinete do Paço Municipal, como secretário do prefeito. Nascia ali um político nato, que mais que eleitores soube fazer amigos.

"Meu pai quis que eu seguisse sua carreira e eu atendi. Ele já estava convalescendo e era muito aguerrido. Naquela época, a política era comandada por Alfredo Viana, que ia lançar o prefeito de juazeiro. Eu estava em casa com meu pai, era tarde da noite, e sob a luz à motor, chegou a notícia que o Coronel Alfredo iria indicar o Dr. José Araújo para substituí-lo. Foi ali que meu pai decidiu que ele também seria candidato. E foi. E eu, muito jovem, percorri com ele todo o município, fazendo campanha. Fomos a todos os distritos e comunidades da zona rural de Juazeiro. Ganhamos a eleição. Meu pai era um homem pobre, um comerciante pequeno, que adorava o povo de Juazeiro e o povo de Juazeiro o adorava", relembrou certa vez o inesquecível amigo desta cidade.

José Carlos se formou em agronomia pela FAMESF-Faculdade de Agronomia do Médio São Francisco, mas pouco exerceu a profissão. Sua vocação era cuidar da sua terra natal, onde semeou e colheu amigos. Sua vocação era fazer Juazeiro florescer, e para isso ele não se negou em combater pragas, enfrentar tempestades, sol quente, mas ao final, comemorar as colheitas.

Ele iniciou seus primeiros passos na política de Juazeiro, como vice-prefeito de Jorge Khoury, gestor que chegou dividindo águas e inaugurando um novo tempo para Juazeiro, a recém nascida "Capital da Irrigação".  

"Com muita honra, fui vice de Jorge Khoury, meu amigo particular. Ele dava toda liberdade para eu agir", contava Zé Carlos, orgulhoso de sua história feita de amigos.

Deixando o executivo municipal, almejou uma vaga na Câmara de Vereadores, e lá ficou por 5 mandatos consecutivos, sempre destaque em votação popular. Sua personalidade forte, e ao mesmo tempo amiga e diplomática, o elegeu também a presidente do legislativo. Isso é ou não é um feito de quem sabe conservar e conquistar amigos?

Fez da casa do povo, uma extensão da sua casa, e lá formou uma família de funcionários, vereadores da situação, da oposição também, que lhe tinham muita estima, consideração e respeito.

Se fossemos traduzir os votos que ele conquistou ao longo da sua trajetória política, em amigos, seriam milhares. Milhares de votos de confiança e respeito. Votos de reconhecimento ao seu desvelado amor pela Princesa do São Francisco.

Zé Carlos fazia parte do time desta gente que ama Juazeiro e viveu sonhando com seu desenvolvimento, com sua liberdade e maturidade política.

Zé Carlos honrou o conselho do pai, e embora revelasse que "Até hoje quando saio no interior com meu filho Alex, as pessoas dizem: 'Prefeito mesmo era Américo Tanuri", ele, o filho, escreveu seu nome na história política de Juazeiro da Bahia. Mais que isso, ele conservou amigos, fez novos amigos até os últimos dos seus dias. 

Ele inspira os juazeirenses a serem mais amigos desta terra, e a amá-la. 

"Para mim, todas as escolas deveriam estudar mais, valorizar mais a história de Juazeiro, pois só assim se formaria uma gente que ama esta terra", palavras do juazeirense apaixonado.

José Carlos Tanuri faria, neste mês de outubro, seus 80 anos de Juazeiro, onde deixou para sempre milhares de amigos e infinitas histórias.

Ascom

Ascom