RedeGN - Policial morto em Juazeiro, nesta segunda (5), era lotado em Curaçá

Policial morto em Juazeiro, nesta segunda (5), era lotado em Curaçá

Como já noticiado pela redeGN, um policial militar da Bahia, lotado na 45ª companhia de Polícia, em Curaçá, foi assassinado na noite desta segunda-feira (5), no Bairro Alto do Cruzeiro, em Juazeiro.

O policial, soldado PM identificado como Marcio Magno Pereira do Nascimento, foi surpreendido dentro de um bar, no Bairro Alto do Cruzeiro, em Juazeiro, por dois homens que cometeram o crime e se evadiram do local no mesmo veículo que chegaram, um Kadet prata.

Um vídeo que a redeGN teve acesso informa que os assassinos levaram menos de 5 minutos, entre a chegada e a fuga do local e no momento do crime o bar estava com muitas pessoas, causando pânico e correria.

De Acordo com release da 17ª Coorpin, em Juazeiro, o crime ocorreu por volta das 21h30 desta segunda-feira (5) na Rua 5, no Alto do Cruzeiro, em um bar denominado de Cangaço.

O boletim da Polícia Civil aponta que “Após receber informação do CICOM que no endereço acima citado, havia uma pessoa do sexo masculino, sem sinais vitais, policiais civis do DHPP juntamente com a equipe de plantão da 1º DT, deslocou até o local mencionado e lá foi constatada a veracidade do fato. Trata-se de: Marcio Magno Pereira do Nascimento, SD PM, lotado no município de Curaça - 45ª CIPM, vítima de disparos de arma de fogo" anotaram.

O boletim informa ainda que “A vítima já foi presa em decorrência de Mandando de prisão, expedido pela vara Crime de Serra Talhada - PE, suspeito da prática de três homicídios. No local as testemunhas alegaram não ter visto nada, provavelmente temendo represálias. Imagens de câmeras de monitoramento da rua serão analisadas pela equipe do DHPP”, é o que foi registrado pela Polícia.

De acordo com a Polícia Civil de Juazeiro “Foi expedido guia pericial de remoção cadavérica e necropsia” e um “garçom que atendeu a vítima foi apresentado à autoridade policial para prestar declarações”.

A Polícia segue investigando o caso e, até a postagem desta matéria, não havia pistas dos assassinos.

Da redação redeGN/ com informações da Policia Civil