RedeGN - Caso Beatriz: Apuração de denúncia e suspeito é preso no estado do Piauí

Caso Beatriz: Apuração de denúncia e suspeito é preso no estado do Piauí


Lucia Mota, mãe de Beatriz Angélica Mota, assassinada a facadas aos 7 anos de idade, em dezembro de 2015 no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina gravou um vídeo em suas redes sociais, desta vez ela relata sobre o acompanhamento da prisão de um suspeito preso na cidade de Canto do Buriti (PI). A polícia aguarda resultado do teste de DNA.

Lucia postou: Diligência Canto do Buriti-PI. Apuração de mais uma denúncia, suspeito preso, identificado, foragido da justiça por outros crimes, material coletado para apuração! Continuem denunciando, denunciar não é crime!

Denuncie WhatsApp (81) 9 8256-4545 ou 190 O anonimato é garantido. Disk denúncia. Nos ajudem

O ASSASSINATO: Beatriz Angélica foi assassinada com 42 facadas dentro do colégio Maria Auxiliadora, um dos mais tradicionais colégios particulares de Petrolina. O crime ocorreu dentro da quadra onde acontecia a solenidade de formatura das turmas do terceiro ano. A irmã da menina era uma das formandas.

A última imagem que a polícia tem de Beatriz foi registrada às 21h59 do dia 10 de dezembro de 2015, quando ela se afasta da mãe e vai até o bebedouro do colégio, localizado na parte inferior da quadra. Minutos depois, o corpo da criança foi encontrado atrás de um armário, dentro de uma sala de material esportivo que estava desativada após um incêndio provocado por ex-alunos do colégio.

Redação redeGN