RedeGN - Histórias, Memórias e Acervos do Memorial das Baianas de Acarajé

Histórias, Memórias e Acervos do Memorial das Baianas de Acarajé

O Projeto inédito de salvaguarda do ofício das Baianas de Acarajé, intitulado "Histórias, Memórias e Acervos do Memorial das Baianas de Acarajé", inicia suas atividades em 16 cidades e 8 territórios da Bahia, com apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) - (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal, tendo o Grupo Cultural Ska Reggae como realizador.

Em formato híbrido (online e presencial), as ações de múltiplas linguagens culturais tem como objetivo a reflexão sobre a preservação do ofício das Baianas de Acarajé, seus saberes e fazeres como Patrimônio Cultural Imaterial e importância da disseminação do seu legado histórico para gerações atuais e futuras.

Respeitando todos os protocolos de segurança determinados pelos órgãos competentes, o projeto entregará à sociedade produtos e serviços atemporais que valorizam a importância do oficio das Baianas, confiram:

1. Criação de um Museu Digital com registros documental e iconográfico sobre o ofício das baianas, seu legado ancestral e histórico, trajetória das Baianas e catalogação do acervo pertencente à Associação Nacional das Baianas de Acarajé;

2. Edição do Livro “Tradição Oficio e Práticas cotidianas das Baianas de Acaraje”, em formato digital (e-book) com base na tese de Mestrado da pesquisadora Vanessa Castaneda NYU (2014);

3. Produção de um documentário historiográfico intitulado “Do Dendê ao Acarajé”. A narrativa do curta-metragem debruçará sobre a cadeia produtiva do azeite de dendê e sua relação direta com a produção de acarajé;

4. Disponibilização de lives gratuitas e educativas, no youtube, para baianas de acarajé e interessados nos diversos temas abordados por especialistas e consultores das áreas de empreendedorismo cultural: logística, patrimônio imaterial, atendimento ao cliente, gastronomia, empoderamento feminino e associativismo;

5. Realização do Curso “Reprodução dos Saberes, Fazeres e Identidade” voltado exclusivamente para Baianas de Acarajé da Bahia, devidamente cadastradas na Associação Nacional das Baianas de Acarajé – ABAM.

Todas as atividades do projeto já estão em execução, podem ser acompanhadas no instagram oficial @oficiodasbaianasdeacaraje e serão disponibilizadas integralmente no Museu Digital Baianas de Acarajé a partir de Junho/2021.

O projeto em Juazeiro inicia com Oficina: Turismo e Identidade, seguido:

1. Implantação Nucleo da ABAM (Associação Nacional das baianas de acarajé.
2. Lei Regulamentando a profissão em Juazeiro.
3. Projeto Turistico;
4. Abrangência Regional
5. Qualificação 

 Metodologia: On line e presencial (oficina Tur e identidade).

Local: Grande Hotel
8h ás 12h.
Vai até dia 17/6.