RedeGN - Sindsemp participa da revisão da lei de escolas de tempo integral de Petrolina

Sindsemp participa da revisão da lei de escolas de tempo integral de Petrolina

O Sindicato os Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp), participou nesta segunda-feira (24), da discussão da elaboração do projeto de lei, que deverá alterar  a Lei 3.108/2018, que versa sobre Programa Municipal de Educação – ProMEI.

Já  foi realizada a escuta da equipe escolar em todas escolas integrais onde cada uma enviou suas sugestões. A etapa desta segunda-feira foi a discussão entre órgãos e setores da Secretaria de Educação do Município, Conselho do Fundeb, Associação dos Profissionais da Educação de Petrolina e Sindsemp.

A secretária geral do Sindsemp, professora Roumaynne Roberta Pereira participou da discussão, além do professor e presidente do Conselho do Fundeb e representantes da Associação dos Profissionais da Educação, Carlos Odair da Luz. 

“A gente está trazendo sugestões e discutindo o aperfeiçoamento da Lei. Temos alterações que são pertinentes da rotina administrativa, a exemplo de alguns cargos e problemas pontuais que estamos avaliando desde a implantação das escolas de tempo integral. Estamos avaliando as mudanças que são necessárias,” destacou o presidente do Conselho do Fundeb, Carlos Odair da Luz.

Petrolina tem quatro escolas de tempo integral, para o ensino fundamental I e II. A previsão é de mais quatro novas escolas até 2022. Cerca de 1.200 alunos estudam nessas unidades. As reformulações fazem parte do processo ampliação das unidades de educação integral, com a construção de novas  novas diretrizes pedagógicas e de gestão na perspectiva na melhoria dos resultados dos estudantes e no êxito do programa.

“Nós percebemos que a Lei precisa passar por uma revisão, com alguns ajustes que a gente detectou ao longo dos dois anos do programa. Visando ampliar e fortalecer o programa que pretende chegar a 15 escolas de tempo integral, é de suma importância esse momento de discussão dialogada, para melhorar o programa e atender melhor as crianças,” destacou a coordenadora do ProMEI, Vanuzia Macedo.

Ascom Sindsemp