RedeGN - Servidor de Petrolina investigado pela Policia Federal foi exonerado neste final de semana

Servidor de Petrolina investigado pela Policia Federal foi exonerado neste final de semana


Em Portaria 0729/ 2021, publicada na última sexta-feira (19), o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, exonerou o servidor municipal Yuri Batista Novaes, preso na Operação Deepwater, que investiga uma denúncia de vazamentos de dados de milhões de brasileiros.

A publicação, datada de sexta-feira, dia 19, mas publicada no sábado (20), informa que “o prefeito do município de Petrolina, estado de Pernambuco, no uso de suas atribuições legais resolve: exonerar o Sr. Yuri Batista Novaes Goiana Ferraz” de cargo em comissão de gestor de Modernização Administrativa”, sem mencionar qualquer informação sobre os motivos da demissão.

Numa nota divulgada anteriormente a prefeitura já havia mencionado a ação da Polícia Federal e anunciava a demissão, que se concretizou: "A Prefeitura de Petrolina informa que, tendo em vista os desdobramentos da operação da Polícia Federal ocorrida nesta sexta-feira (19), o servidor Yuri Ferraz será imediatamente exonerado. A prefeitura esclarece ainda que não tem qualquer relação com a vida particular do mesmo."

A Polícia Federal ainda não detalhou o resultado da operação que prendeu Yuri e Marcos Roberto Correia, este último de Minas Gerais, apenas informando que apura o vazamento de informações de 223 milhões de brasileiros e que é possível que este seja o maior vazamento de dados da história do país.

Durante a abordagem de busca e apreensão a Polícia Federal informou que no momento da abordagem o servidor petrolinense estava portando uma arma e foi autuado por porte ilegal.

As ações da Polícia Federal foram autorizadas pelo Ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Da redação redeGN