RedeGN - Adequação do Mercado do Produtor, em Juazeiro, segue na pauta de cobrança de comerciantes e usuários

Adequação do Mercado do Produtor, em Juazeiro, segue na pauta de cobrança de comerciantes e usuários

A falta de espaço físico, em função da localização, que culmina com falta de condições ideais de funcionamento e comercialização dos produtos, inclusive no aspecto sanitário, foram assuntos encaminhados à redação do blog neste início de ano, com usuários e comerciantes cobrando uma solução por árte da nova gestão em Juazeiro.

Armindo Severiano, cobrou, no início de fevereiro, uma atenção maior por parte do poder público, denunciando a situação, considerada por ele como “caótica”:  “A gestão em Juazeiro precisa ter um olhar mais atento para o Mercado do produtor, que hoje não oferece condições ideais de funcionamento em função da estrutura precária, da falta de higiene e das más condições oferecidas a qualquer pessoa que ali trabalhe ou vá em busca de produtos”, denunciou através de e-mail.

Na ocasião, o leitor relatou uma série de precariedades e cobrou da gestão um esforço imediato no sentido de relocar o entreposto comercial: "A gente não suporta mais esse mercado do produtor onde funciona hoje, aqui em Juazeiro. É uma bagunça, não tem nenhuma estrutura mais de funcionar naquela área, já deu, sem falar na sujeira, falta de higiene. Te digo uma coisa em uma cidade séria, se os poderes se preocupassem com a saúde do povo, aquilo ali não estaria mais funcionando ali não! Precisamos urgentemente que os poderes públicos de Juazeiro tomem uma atitude para retirada do mercado do produtor daquele local. Tem que se construir um novo espaço, mais amplo e que possa dar, inclusive, melhores condição para os comerciantes e fico indignado com a tamanha vergonha que aquilo provoca para Juazeiro ", reclamou.

A situação foi motivo de indignação também do leitor Sizerlando Tavares, que fez um relato preocupante da situação que encontrou numa das visitas ao local: “Na semana passada fui ao mercado do produtor em Juazeiro e me deparei com cenas horríveis, em qualquer lugar sério desse país aquilo já era pra está fechado, parece uma mais uma pocilga, todas as doenças possíveis estão ali, visível que esse mercado não tem mais nenhuma condição de estar nesse local",  também questionou.

Para Jeanersom Cardoso, se não houver uma atitude das autoridades locais, no sentido de adequar o funcionamento do Ceasa ás necessidades dos comerciantes e compradores, Juazeiro corre o risco de perder negócios e ver "esse mercado se deslocar para Petrolina": “Senhores políticos de Juazeiro acordem, façam alguma coisa, quero ver minha cidade crescer, não aguento mais servir de chacota pra Petrolina. Se vocês não tomarem uma posição logo é capaz do prefeito de Petrolina construir um espaço maior é bem melhor e a gente perder isso aqui”, alertou.

Considerado como um dos maiores entrepostos comerciais da região, o Mercado do Produtor de Juazeiro já foi alvo de disputas entre o Governo Estadual e o município, atrai compradores de quase todo o Nordeste, mas, no que diz respeito a sua readequação, tudo continua no campo dos projetos e promessas.

Da redação redeGN