RedeGN - Câmara deputados: Conselho de Ética instaura processos contra Daniel Silveira e Flordelis

Câmara deputados: Conselho de Ética instaura processos contra Daniel Silveira e Flordelis

Na primeira reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara desde 10 de março de 2020, deputados instauraram processo contra o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). Como o parlamentar era suplente do colegiado, como primeiro ato, o presidente do conselho, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), anunciou também nesta terça-feira (23/2) o afastamento do parlamentar.

Silveira (PSL-RJ) foi preso por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, por divulgar um vídeo ofendendo os ministros da Corte, dizendo que os imaginava sendo agredidos na rua, e por apologia ao Ato Institucional Número 5, um dos mais sombrios episódios da ditadura militar.

A prisão de Silveira foi confirmada por 364 votos no plenário na Câmara. Além de Daniel Silveira, os deputados também instauraram processos contra a deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de planejar o homicídio do marido, Anderson do Carmo, 42 anos, em junho de 2020. Ao mesmo tempo que parlamentares instauraram processo por quebra de decoro contra a deputada, juízes da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio decidiram pelo afastamento da acusada do mandato.

A mesa fez o sorteio dos três possíveis nomes de relatores para cada um dos casos. Poderão relatar o caso de Daniel Silveira a deputada Professora Rosa Neide (PT-MT), Fernando Rodolfo (PL-PE) e Luis Carlos (PSDB-AP). Já o caso Flordelis será decidido entre o deputado Alexandre Leite (DEM-SP), Fábio Schiochet (PSL-SC), ou Gilson Marques (Novo-SC).

“Fizemos a reinstalação do Conselho de ética. Conseguimos avançar com os dois casos importantes que estão aguardando avançar para a solução no Conselho de ética. Os casos do deputado Daniel Silveira e da Flordelis, e após esse sorteio com três nomes de possíveis relatores para cada um deles. Vamos reunir ainda no dia de hoje para, no máximo, até amanhã, já que chamamos uma nova sessão até amanhã às 14h, designarmos os relatores”, afirmou Juscelino Filho.

Correio Braziliense