RedeGN - PT de Casa Nova define eleição municipal

PT de Casa Nova define eleição municipal

Sobrevivendo à duras críticas no âmbito nacional, ao enfrentamento do poder político econômico e político da compra de votos, a militância do PT em Casa Nova mostrou força, disposição, coragem e determinação, ousadia e capacidade de superar dificuldades. Por isso, colheu grandes frutos nas eleições municipais com a eleição de dois vereadores UILIAN e BODINHO e ultrapassando cinco mil votos para Câmara Municipal de Vereadores.

Desde a eleição passada (2016), quando o PT local queria candidatura própria, decidiu abrir mão dos seus interesses particulares para apoiar o prefeito Wilker Torres.

Desde a luta histórica ponto do primeiro diretório municipal (1986) que quase elegeu um deputado federal elegendo um estadual na Bahia e sempre lutou pelo direito à terra nos tempos mais cruéis do coronelismo que patrocinava o latifúndio contra os pequenos produtores, o PT de Casa Nova conhecido por sua ousadia, foi desafiado a se calar.

O PT do diálogo com os movimentos sociais, sindicatos e pequenos produtores é um importante ator na história do grupo político que fez Wilker Torres prefeito e o tornou o primeiro prefeito reeleito de Casa Nova. O Acompanhamos desde o início quando poucos eram os aliados e nunca o abandonamos quando muitos pularam fora durante a caminhada. Entretanto, não fomos legitimamente reconhecidos com espaços justos na administração municipal.

Nas eleições municipais deste ano, o PT estadual decidiu aprovar que o partido indicaria a vaga da vice prefeitura. Porém, na ótica do então prefeito, o PT não tinha votos e nem agregaria novos apoios. Optou, portanto, pelo nome de um evangélico do PP, contrariando a militância petista.

Considerando que o PT de Casa Nova não teve espaços políticos suficientes na gestão municipal para debater com a sociedade, a abertura

das urnas que apresentaram ao prefeito Wilker (PSB) 5026 votos, é a prova clara de que os petistas têm credibilidade do eleitorado local.

Senão, vejamos: o prefeito Wilker (PSB) foi eleito com 19.634 votos. O segundo lugar, Anísio Viana (DEM) teve 15.571 votos. A diferença de votos foi de 4.163 votos, número inferior à votação do PT em Casa Nova.

Isso, deixa claro que se o Partido dos Trabalhadores não apoiasse o prefeito reeleito com seus mais de 5 mil votos, a continuidade de Wilker na prefeitura não seria garantida.

Considerando o histórico da luta política e o papel de coprotagonista do PT, esperamos legitimamente, uma postura de diálogo e respeito do prefeito Wilker Torres na composição e administração do governo municipal. Afirmou o senador Jacques Wagner quando eleito governador da Bahia,

“não podemos esquecer os que comeram poeira e sal durante a caminhada”.

Participar da caminhada na hora da chegada quando a vitória é inquestionável é fácil, coragem é se empenhar na luta quando poucos acreditam.

Parabéns povo de Casa Nova por juntos derrotarmos Bolsonaro, a família Viana e seus aliados. Continuamos construindo o progresso, a luta a justiça social sem ameaça de retrocesso.

Saudações petistas.

Assinam este documento:

Jailson dos Santos Sena

Presidente

José Luís de Jesus Serra

Secretário de Finanças

José Carlos Borges dos Santos

Líder da bancada do PT na Câmara

Maria do Carmo da Rocha Braga

Secretária de Comunicação

Uilian Pereira dos Santos

Vice-lider da bancada do PT