RedeGN - Funcionários dos Correios em Juazeiro e Petrolina voltam 100% aos trabalhos após 35 dias de greve nesta quarta (23)

Funcionários dos Correios em Juazeiro e Petrolina voltam 100% aos trabalhos após 35 dias de greve nesta quarta (23)

Diversos sindicatos dos Correios decidiram em assembleia realizada dia (21) retornar ao trabalho após decisão do Superior Tribunal do Trabalho (TST), que determinou o fim da greve da categoria.

Representantes dos grevistas ficaram insatisfeitos. Segundo a categoria houve a perda de 70 das 79 cláusulas do acordo coletivo de trabalho, o que corresponde a 40% a menos no salário.

Eles argumentam que haverá uma redução de R$ 156 no vale alimentação, redução da licença maternidade, retirada do adicional de 30% para a gestante e exclusão do vale alimentação nas férias e do 13° Ticket. Além disso, os funcionários terão que continuar pagando 50% do plano de saúde da categoria. Segundo os sindicatos, os benefícios eram uma compensação financeira devido à falta de reajuste salarial em campanhas anteriores.

O  presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, Roberto Alexandre, durante entrevista na Rádio Jornal, acusou que os "ministros votaram junto com o governo e com a direção da empresa". 

De acordo com Roberto "os correios devem programar um esquema de trabalho extra para colocar em dia a entrega das correspondências".

"A população precisa entender que fizemos [a greve] não por aumento de salários ou outra coisa qualquer e sim para manter nossos direitos. Foram 37 dias de greve e foram retiradas quase 40 cláusulas do acordo coletivo, a empresa queria 70”, disse a Rádio Jornal.

Redação redeGN Foto: Ney Vital