RedeGN - Memorial Homem Kariri: Projeto Arqueologia Social Inclusiva Educar Pelo Patrimônio nos Museus Orgânicos é premiado internacionalmente

Memorial Homem Kariri: Projeto Arqueologia Social Inclusiva Educar Pelo Patrimônio nos Museus Orgânicos é premiado internacionalmente

O ano de 2020 impôs aos museus ibero-americanos um dos maiores desafios já enfrentados. Uma pandemia inesperada fechou repentinamente suas portas e interrompeu suas atividades presenciais.

Essa dificuldade, porém, não afetou a capacidade desses museus e de seus profissionais de se reinventarem para continuar oferecendo às suas comunidades ações voltadas à preservação da memória e à valorização do patrimônio e das vozes de todos e todas.

Um exemplo desta capacidade de resiliência foi a participação de 210 projetos, de 16 países, na 11ª edição do Prêmio Ibermuseus de Educação, este ano excepcionalmente direcionado à realização de projetos virtuais, em resposta à situação imposta pelo COVID-19.

Vinte (20) projetos selecionados após duas etapas realizadas pelas Comissões Nacionais e Especial de Avaliação. Provenientes de 13 países – Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, México, Peru, Portugal e Uruguai – entre uma diversidade de propostas da mais alta qualidade e relevância educativa e comunitária, os 20 premiados tratam de temas como patrimônio histórico e cultural, infância, gênero, culturas nativas, novas tecnologias, além da própria pandemia. Destinam-se a um público amplo e diverso, atingindo homens e mulheres, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, e nos quais são abordadas diferentes estratégias e ferramentas, demonstrando a multiplicidade de formas de trabalhar a educação museológica a partir da virtualidade.

OUm dos premiados, em segundo lugar é o Projeto, Arqueologia Social Inclusiva – Educar pelo Patrimônio nos Museus Orgânicos do Cariri, da Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri, Nova Olinda, Ceará (Brasil).

O projeto é constituído por meio de quatro eixos: visitas virtuais aos museus da cidade de Nova Olinda; realização de um evento virtual sobre arqueologia social inclusiva, museus orgânicos, protagonismo infanto-juvenil e turismo comunitário; uma série de podcasts sobre a cultura imaterial do Cariri; e a pesquisa e lançamento virtual do Museu Orgânico Casa de Dona Toinha Lucindo.

Confira Nota Secretaria de Cultura do Ceará:

Secult Ceará festeja a premiação da "Arqueologia Social Inclusiva – Educar pelo Patrimônio nos Museus Orgânicos do Cariri", da Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri, na 11ª edição do Prêmio Ibermuseus de Educação.

A Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará) parabeniza, com muito orgulho e alegria, a Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri por esse importante e merecido reconhecimento nacional e internacional.

O segundo maior prêmio foi para Arqueologia Social Inclusiva – Educar pelo Patrimônio nos Museus Orgânicos do Cariri, da Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri (Brasil) - um projeto constituído por meio de quatro eixos: visitas virtuais aos museus da cidade de Nova Olinda; realização de um evento virtual sobre arqueologia social inclusiva, museus orgânicos, protagonismo infanto-juvenil e turismo comunitário; uma série de podcasts sobre a cultura imaterial do Cariri; e a pesquisa e lançamento virtual do Museu Orgânico Casa de Dona Toinha Lucindo.

"Acho que esse prêmio representa o quanto às instituições do estado do Ceará tem se unido no trato de sua cultura e especificamente da cultura popular, através da criação dos museus orgânicos do Cariri.

A Fundação Casa Grande, a Fecomercio, a secretaria de cultura do estado e a Universidade Regional do Cariri, e os mestre dos fazeres e saberes tem se unido a instituições científicas internacionais, como é o caso do Centro de estudos em arqueologia artes e ciências do patrimônio da universidade de Coimbra em Portugal para dimensionar o território da Chapada do Araripe como um patrimônio da humanidade através de seu potencial antropológico e natural.

Esse prêmio é um reconhecimento internacional a esse projeto de inclusão e partilha de saberes e oportunidade social", afirma Alemberg Quindins, Gestor Cultural.

A Secult Ceará reconhece a importância da Fundação Casa Grande para a cultura do Ceará e celebra seu trabalho e existência e resistência criativa. Viva! Parabéns!

Redação redeGN