RedeGN - Covid-19: Brasil bate recorde com 1.262 mortes em 24 horas e ultrapassa 30 mil óbitos

Covid-19: Brasil bate recorde com 1.262 mortes em 24 horas e ultrapassa 30 mil óbitos

Nesta terça-feira (02), o Brasil voltou a bater o recorde de confirmações de mortes pelo novo coronavírus em 24 horas ao confirmar 1.262 óbitos pela doença. Com a nova atualização, o país tem 31.199 mortos pela covid-19 e pode encerrar semana ultrapassando a Itália em número de óbitos. Ainda em curva de ascendência de casos, o país já tem 4.131 mil municípios com registro de fatalidades e, mesmo sendo o segundo país com maior número de casos de covid-19 no mundo, com 555.383 infectados, ainda está iniciando a interiorização do vírus.  

Esse montante é superior ao que hoje a Espanha e a França acumulam em quantidade de mortos pela doença, sendo que nos dois países já há a tendência de diminuição de casos. Segundo balanço da Universidade Johns Hopkins, a Espanha soma 27.127 óbitos, enquanto a França tem 28.943 mil perdas. 

Em meio a pandemia, o Brasil ainda permanece sem um ministro desde a saída de Nelson Teich em 15 de maio. Com isso, o Ministério da Saúde é comandado pelo ministro interino, Eduardo Pazuello. Mais cedo, em entrevista coletiva, o secretário-executivo substituto, Élcio Franco, afirmou que a falta da nomeação de um ministro e de outros secretários não compromete os trabalhos da pasta.  

“Isso não faz a máquina parar de funcionar, ela continua girando. Penso que não há o comprometimento da estrutura. O Eduardo pazuello é o eventual substituto do ministro e está como ministro interino. O ministério continua funcionando com as suas estruturas, fazendo o melhor emprego possível dos seus técnicos”, disse. 

Franco também comentou a falta de um nome para substituir Wanderson de Oliveira, o antigo secretário de Vigilância em Saúde e disse que os candidatos para assumir a função estão sendo entrevistados. “Eles estão em fase de entrevista para a definição e futura nomeação. Tão logo seja preenchido os requisitos, esses secretários estarão sendo nomeados”, afirmou. 

O Ministério da Saúde divulgou ainda o número de pacientes recuperados da covid-19. Foram liberados 223.638 do total de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Isso representa 40,3% das pessoas que tiveram a doença. Já os brasileiros que não resistiram representa 5,6% desse montante. Outras 300.546 pessoas, 54,1% do total, continuam em acompanhamento.
 

Agencia Brasil