RedeGN - Protestos em Juazeiro e Petrolina em favor da reabertura do comércio repercutem. Prefeito de Juazeiro ainda não emitiu opinião

Protestos em Juazeiro e Petrolina em favor da reabertura do comércio repercutem. Prefeito de Juazeiro ainda não emitiu opinião

Comerciantes e empresários de Juazeiro e Petrolina protestaram nesta sexta-feira (22) em favor da reabertura do comércio durante a quarentena e a flexibilização dos decretos estabelecidos pelos prefeitos dos dois municípios.

As manifestações repercutiram nos meios de comunicação da capital da Bahia e Pernambuco. Os meios de comunicação destacam que o grupo se reuniu, em Juazeiro, na Praça Cordeiro de Miranda, onde está localizada a estátua de Santiago Maior, na orla fluvial da cidade e se dirigiu para a Prefeitura Municipal.

Já em Petrolina uma carreata percorreu as principais ruas e avenidas, também indo protestar na frente da prefeitura. Nos carros dos manifestantes, adesivos na cor verde e amarela traziam a seguinte frase: “Precisamos salvar nossas empresas”. Segundo os organizadores, o protesto contou com cerca de 200 carros. A manifestação foi organizada em grupos de WhatsApp.

Os protestos foram pacíficos, de acordo com a Polícia Militar.

CDL e Sindilojas informaram que os órgão também apoiam a manifestação, mas de forma virtual feita por mais de 200 lojistas da cidade. O grupo defende a reabertura gradual e responsável do comércio da cidade. “Com essa iniciativa, o empresariado acredita que pode passar sua mensagem para os gestores públicos, ao mesmo tempo em que evita aglomerações físicas e manifesta, desta forma, um olhar cuidadoso para com a saúde de colaboradores, parceiros e a comunidade em geral”, diz a nota.

O comércio de Juazeiro está fechado desde março, quando foi iniciado o isolamento social para conter a proliferação do coronavírus. Apenas estabelecimentos considerados essenciais estão autorizados a funcionarem. O decreto expira no dia 30 de maio. Os empresários são contra o decreto ser prorrogado.

Na última terça-feira (19), Juazeiro adotou o toque de recolher das 22h às 5h como arma para tentar frear a proliferação do coronavírus. 

Até o momento, Juazeiro já registrou 55 casos confirmados da Covid-19 com quatro óbitos.

A prefeitura de Juazeiro ainda não se manifestou sobre os protestos.

Através de uma nota, a Prefeitura de Petrolina informou “que neste momento de pandemia, o comércio é regulado por decreto do Governo do Estado, o 48.834/2020. Ou seja, é o Estado quem proíbe a abertura”. A nota afirma que “a prefeitura já vem analisando formas de abrir gradualmente o setor, solicitando a devida liberação por parte do governo estadual. Para esta abertura, todos deverão seguir as normas de segurança sanitária, com regras e algumas restrições para evitar a disseminação do Coronavírus”.

Redação redeGN