RedeGN - Secom da Bahia chega a perder até 40% do tempo desmentindo fake news, diz secretário

Secom da Bahia chega a perder até 40% do tempo desmentindo fake news, diz secretário

À frente da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado, André Curvello destaca o problema que é combater "o vírus da fake news" no meio de uma pandemia. Segundo o secretário, a estimativa é de que sua equipe chega a perder até 30% ou 40% do tempo desmentindo informações falsas veiculadas nas redes sociais.

"É um processo muito cruel e aí a gente vê o quanto o Brasil é fértil pra isso. O Brasil é o terceiro país em vulnerabilidade, perdemos apenas para o México e para Turquia. Com outras pesquisas, (...) a gente consegue perceber que 62% das pessoas não conseguem entender o que é uma fake news e o primeiro grande terreno é o WhatsApp, o segundo é o Facebook", comenta Curvello.

Ele conversou com o editor do site, Fernando Duarte, em uma transmissão ao vivo feita no Instagram na tarde desta quinta-feira (14).

Como exemplo, Curvello citou um caso recente em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve uma postagem apagada no Facebook porque a rede social confirmou se tratar de fake news. O mesmo já havia acontecido com ele no Twitter. "Muito certo", disse o secretário, avaliando a postura das redes.

A fim de combater "esse vírus" na Bahia, Curvello compartilhou que a Secom montou um protocolo para agir nessas situações. O governo estadual enviou também um Projeto de Lei à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para punir autores de fake news e foi criado um canal de denúncia no portal da Secom-BA.

A medida é replicada nas demais Secretarias de Comunicação do Nordeste, já que é um problema que se proliferou na região, e as pastas vão apresentar um documento que reúne todas essas apurações e medidas ao Consórcio do Nordeste e à CPMI das Fake News no Congresso Nacional.

"Eu conversei com a deputada Lídice da Mata [relatora da CPMI] e também se pretende encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF), já que abriu inquérito para investigar as fake news", contou Curvelo.

Ainda assim, o secretário pondera que as gestões não estão preparadas para combater esse problema. Também por isso, o governador Rui Costa (PT) tem feito diversas transmissões ao vivo para prestar contas à população e esclarecer as medidas anunciadas para todo o estado.

A entrevista foi realizada por Ailma Teixeira durente conversa com o editor do site, Fernando Duarte, em uma transmissão ao vivo feita no Instagram na tarde desta quinta-feira (14).

Bahia Noticias