RedeGN - LEITOR CRITICA FALTA DE OPÇÕES CULTURAIS EM JUAZEIRO E PETROLINA

LEITOR CRITICA FALTA DE OPÇÕES CULTURAIS EM JUAZEIRO E PETROLINA

Férias. Salvador, Recife, Porto Seguro, Ilhéus e Porto de Galinhas. Gente bonita e bronzeada, música boa (e também muito ruim) praias, turistas e opções diversas. Em salvador é uma loucura, tem música boa para todos os lados, Pelourinho, Parque da Cidade, shows em casas noturnas, teatro, ensaios, são dias de muita alegria, de viver apesar da violência que nos assombra. Tem axé, bossa nova, rock, reggae, pop, música clássica, jazz, arrocha, pagodão.

Juazeiro e Petrolina: orla suja de Juazeiro entupida de pagodão tipo "rala a checa no chão" e orla patricinha de Petrolina cheia de "avião", mas do forró e só. Domingo tem a barca que vai para o rodeadouro e fica longe da farofada. Em juazeiro ainda bem, tem o "depósito" que promove bons shows, mas de cultura, lazer saudável, boa música brasileira, teatro, estamos fritos, quando a gente volta fica mesmo numa tristeza de quarta feira de cinzas.

O que custaria para as prefeituras das cidades promoverem eventos musicais, culturais, esportivos?

Domingos de música boa para as famílias! Como em salvador no parque da cidade, feiras de artesanato e culinária e tantas alternativas para unir as comunidades. Não, tudo é uma tristeza, tristeza burra de duas cidades grandes sem cultura, sem cinema, sem teatro, sem esportes.

As TVs não promovem nada também, cadê o nosso festivalzinho de verão?

Iate, Country Clube, tudo é decadente minha gente!

Em fevereiro, volto para salvador, com fé em nosso Senhor do Bonfim.

Antonio Romero de Souza (podem me xingar, estarei lá, mais feliz)

Foto Google