RedeGN - Serviço Social trabalha o "Outubro Rosa" no HDM e UPAE

Serviço Social trabalha o "Outubro Rosa" no HDM e UPAE

O Serviço Social está trabalhando a campanha "Outubro Rosa" no Hospital Dom Malan (HDM) e na Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada (UPAE), ambos geridos pelo IMIP em Petrolina. De 15 a 31 deste mês acontecerão mobilizações nos diversos setores dos serviços, envolvendo pacientes, acompanhantes, funcionários e colaboradores. Estão sendo distribuídos os laços rosa, símbolo da campanha, folders educativos e realizadas rodas de conversa.

O movimento conhecido como "Outubro Rosa" surgiu na década de 90 para estimular a participação da população no controle do câncer. Em 2018, a campanha do Instituto Nacional de Câncer (INCA) tem como tema "Câncer de mama: vamos falar sobre isso?", visando fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento, diagnóstico precoce dos cânceres de mama e colo do útero e desmistificação de conceitos relacionados à doença.

Com exceção dos tumores de pele, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres. E, apesar das melhorias recentes no tratamento, é inegável que as brasileiras ainda passam por grandes desafios contra essa doença. Daí a importância do engajamento dos mais diversos segmentos nesta campanha.

A UPAE, por exemplo, mesmo não tendo como foco a saúde da mulher, não deixa de celebrar o "Outubro Rosa". "Temos uma responsabilidade social para com o nosso público e a missão de trabalhar com educação em saúde. Desse modo, estamos apenas cumprindo o nosso papel", reflete a coordenadora geral, Grazziela Franklin.

Já no Dom Malan, as mulheres podem ter acesso à exames e consultas. Por mês, são disponibilizadas, em média, 200 mamografias, 70 ultrassons de mama e 200 consultas com o mastologista (entre primeiras consultas e retornos). "Esse é o trabalho que realizamos na assistência à saúde. Mas, fazemos questão também de trabalhar a sensibilização, afinal falar sobre o assunto já é um primeiro passo para a prevenção", acredita a assistente social, Emília Cordeiro.  

Anna Monteiro-Hospital Dom Malan Imip