RedeGN - Consumidores de Juazeiro reclamam de longas filas para pagar fatura da Coelba em pontos de serviços

Consumidores de Juazeiro reclamam de longas filas para pagar fatura da Coelba em pontos de serviços

Este Blog informou que desde abril que as casas lotéricas de Pernambuco não recebem contas de energia. A redação deste Blog constatou que a vida dos consumidores de Petrolina, ganhou mais um transtorno.  Os clientes da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) enfrentam horas nas filas dos correspondentes bancários credenciados, indicados para substituir as casas lotéricas. Farmácias e pontos comerciais e até Lojas de nomes nacionais agora são pontos de arrecadação Celpe Serviço. 

A situação também atinge os consumidores de Juazeiro. Explica-se: as casas lotéricas localizadas na Bahia não recebem mais pagamento da fatura da Companhia de Eletricidade do Estado (Coelba). A medida passou a valer desde o dia 1º de junho e, conforme a empresa, foi tomada em virtude da não renovação do contrato da concessionária com a Caixa Econômica Federal.

Na sexta-feira (9) e nesta segunda-feira (11), a reportagem do Blog percorreu alguns pontos no centro de Juazeiro e muitas pessoas reclamando com a demora para realizar o pagamento, que antes podia ser feito em lotéricas da região.

Conforme a Coelba, as tentativas de negociação com a Caixa começaram em novembro de 2017, mas não houve acordo em relação ao reajuste de 50,5% no valor da tarifa por fatura arrecadada, o que, segundo a companhia, inviabilizou a manutenção do convênio de arrecadação.

Com a determinação os maiores prejudicados são os consumidores.

Segundo a Coelba na Bahia, a população tem disponível cerca de 3.668 pontos para pagamento da fatura. Destes, 730 são da rede própria da concessionária, que tem previsão de ampliação até o fim do ano.

A Coelba informou, ainda, que, além de poder pagar as contas em pontos comerciais como farmácias, mercadinhos e papelarias, os clientes dispõem também de toda a rede bancária e correspondentes bancários. 
 

Blog Redação Foto: Ney Vital