RedeGN - CONCURSO PÚBLICO: COM O FIM DO PRAZO, APROVADOS APELAM AO PREFEITO DE JUAZEIRO

CONCURSO PÚBLICO: COM O FIM DO PRAZO, APROVADOS APELAM AO PREFEITO DE JUAZEIRO

O fim do prazo do concurso público realizado pela prefeitura de Juazeiro, homologado em junho de 2016 e cuja expiração ocorre no próximo dia 13, levou uma comissão de concursados a participar do Programa Geraldo José na tarde desta quarta-feira (06) solicitando a prorrogação do mesmo e a consequente convocação de todos os aprovados.

A comissão constituída por Tadeu Plínio (Fiscal de Transportes), Ivani Lopes (Agente de Trânsito) e Edmilson Coelho (Associação dos Excedentes da Assistência Social) inicialmente tentou apelar para a sensibilidade do Prefeito Paulo Bomfim.

“Nós nunca procuramos a Justiça para reivindicar nossos direitos porque entendemos que o Prefeito Paulo Bomfim merecia um voto de confiança da nossa categoria, agora com o fim do prazo reiteramos o apelo para que ele nos receba e discuta a possibilidade de prorrogação do concurso e a convocação de todos nós concursados” expressou Tadeu Plínio.

Edmilson Coelho disse que a sua categoria agiu completamente diferente. “Nós entendíamos que o governo não era confiável e por isso recorremos à Justiça, inicialmente com um processo assinado por três assistentes sociais e posteriormente com outro processo desta feita impetrado pela associação que nos representa. É pena que o Executivo não se manifestou até este momento e caso ela não decrete o fim do concurso ele continuará valendo. Em recente processo seletivo a prefeitura convocou cerca de 30 assistentes sociais por contrato temporário o que significa que há necessidade, e porque não convoca os concursados?” questionou.

Ivani Lopes também demonstrou descontentamento com o posicionamento da administração municipal. “Para cuidar do caótico trânsito de Juazeiro existem apenas 12 agentes, o que comprova a necessidade de mais profissionais, no entanto, a gestão ocupa as vagas com processos seletivos, afrontando o concurso realizado em 2016”.

Ao final da entrevista Tadeu Plínio insistiu numa audiência com o Prefeito de Juazeiro com vistas a discutir o assunto. A Assessoria da Prefeitura não se manifestou.

Da Redação Foto Geraldo José