RedeGN - Espaço do Leitor

Outros Destaques

Política

Espaço do Leitor

ESPAÇO DO LEITOR: SECRETARIA DE SAÚDE VOLTA PARA O LUGAR DE ORIGEM EM SOBRADINHO

Geraldo,

Depois de 34 meses e vinte dias, o Prefeito Genilson Silva (PT), resolveu voltar atrás e retornou a Secretaria de Saúde (que funcionava na Vila Santana) para a Vila São Joaquim, bairro de onde jamais deveria ter saído...

ESPAÇO DO LEITOR: Um sonhador com os pés no chão

Hoje estivemos presentes na CONIRD, do Governo Federal, com a presença de várias autoridades, inclusive alguns "políticos", entre cientistas, pesquisadores, investidores, imprensa e alguns líderes de projetos de irrigação. Mas  como sempre de forma contínua e constante, estava envolto com meus pensamentos estratégicos sobre as eleições de 2012 e logo me veio em mente um possível assédio pessoal, devido talvez a nossa "pequeneza política", logo eu que ainda estou "engatinhando" neste mundo cheio de surpresas, e então pensei:
 
- "Porque abrir mão de nossa candidatura a Prefeito de Petrolina" se além de presidir-mos um partido político "relativamente pequeno", mas que foi construído de forma legítima e é reconhecido em todo território nacional? E além disso, temos uma "simples composição partidária" pelos quais já inicio neste mundo político com alguns futuros "soldados de batalha" pelos quais já estão bem motivados e entusiasmados com 2012?

E além disso, provavelmente virão para nossa "loucura" eticamente correta e legítima no futuro, quem sabe, o Partido Republicano Progressista pelo qual estive bem atuante, assessorando os vários candidatos que lá existem, pelo qual se isso realmente acontecer, somarão com o Partido Social Remocrata Cristão um composição partidária completa...

Moraes de Carvalho - Presidente do PSDC em Petrolina

Espaço do Leitor: O porquê da honra!

Caro Geraldo,

Se realmente prevalecer o que diz o Sr. Medeiros, o mesmo está de parabéns, porque quem é corrupto e corruptor, não tem honra, não tem caráter e não tem dignidade nem vergonha na cara...

ESPAÇO DO LEITOR: S.O.S BAIRROS NOVO ENCONTRO E PARQUE CENTENÁRIO

Oi Geraldo,

Peço ajuda para nós moradores dos bairros Novo Encontro e Parque Centenário. O atual gestor não concluiu a limpeza do canal, deixando todos nós amedrontados com a proximidade das chuvas...

Espaço do Leitor: Superar o extremismo em educação

As extremidades parecem ser a regra no ambiente escolar. Na escola antiga, tinha voz e vez o professor – a sua palavra era a última que se levava em consideração. O aluno era culpado por seu fracasso. Se não aprendesse é porque era desinteressado e ponto final, argumentava o professor. O reprovado era o indisciplinado e nada podia-se fazer contra isto. O professor tinha e detinha a palavra, o discurso competente, o que desqualificava as demais falas do ambiente escolar: pais e alunos. Ele era a referência e a razão da explicação do sucesso e fracasso do aluno. Professor aqui envolve a gestão escolar, é claro. Vivenciava-se, com isto, o corporativismo: “um por todos e todos por um”. Este modelo era autoritário e não contribuiu para tornar a escola um dos instrumentos de construção da democracia social. O mundo mudou e com isto a escola sofreu os impactos sociais deste processo. A autoridade do professor para decidir foi posta em xeque. Vem sendo instalado outro modelo de escola: o aluno é o centro do processo educacional e sua palavra é essencial na tomada de decisões. Deve exigir que: o professor deve dá aula show para animar a platéia, não se admitindo aulas “chatas”, sem motivação; que o professor conquiste seus alunos para que aprendam – se não faz é culpado. Um ou vários alunos é reprovados é por culpa do “mestre”. Se há desinteresse por parte do aluno é porque o professor não teve competência para estabelecer a relação afetiva necessária para que os alunos aprendam, afinal a escola não deve ser trabalhar a razão, mas a emoção. O professor deve gerar a química com os alunos, pois isto facilita a aprendizagem. Não fez e os alunos falam, a culpa é do professor, afirma a gestão educacional. Neste novo modelo, a avaliação do professor aparece como instrumento para balizar a sua culpa no insucesso do aluno, pois cabe a este a avaliação, seja diretamente – quando avalia o professor – ou indireta, através de provas que realiza externamente, quando o seu resultado ruim é atribuído ao “mestre”. O modelo centrado no aluno está em prática e seus resultados ainda estão sendo construídos. Onde chegará? Não sabemos. Vai melhorar a educação? O futuro é obra dos profetas.

Independente disto, existem alguns contornos que se desenham neste modelo que podem contribuir para o seu fracasso...

Espaço do Leitor: Desperdício do dinheiro público

Há exatos sete (7) meses, o Centro de Educação Infantil (CRECHE MUNICIPAL CANTINHO DA CRIANÇA), era inaugurado com muita festa no povoado de Riacho dos Paes, um dos maiores do município de Sento Sé, se não o maior. Contudo, o local continua fechado e sem prestar serviços à população carente. A obra foi construída com recursos do Governo Estadual, isso há quase vinte (20) anos, obra essa construída pela CAR para ser um mercado produtor municipal. A população tem essa informação? Eu acho que não, porque o governo municipal transformou em creche, e ainda divulgou e inaugurou como mais uma de suas obras com recursos próprios. Parece mais com um presídio, não é murado e não existe nenhuma carteira escolar em seu interior.

Se estivesse funcionando de fato, centenas de cidadãos carentes teriam um local adequado para deixar seus filhos, na maioria das vezes por precisarem trabalhare não haver outra opção. Conseguir uma vaga para seu filho em uma das duas creches do município, cujo déficit é muito alto de vagas. É este o drama de centenas de famílias do município de Sento Sé, com filhos na idade que precisam da Educação Infantil. E o pior, é que mesmo diante desta dura realidade, que resulta até mesmo com que muitas mães percam alguma oportunidade de trabalho,  poderia ser um pouco amenizada, se a atual administração do prefeito EDNALDO BARROS (PSDB) cumprisse suas promessas de campanha e de divulgações em carros de som, trabalhasse em prol do bem-estar da população...

Espaço do Leitor: Professor tem dúvidas sobre o concurso público da Prefeitura de Juazeiro

Próximo do dia das realizações dos exames do concurso para vaga de professor do Município de Juazeiro-BA, muitas dúvidas dos concorrentes vem à tona, diante disso quero fazer algumas colocações.

O que a sociedade não sabe e que infelizmente alguns colegas de profissão não procuram se informar e cobrar do nosso sindicato APLB são providências em relação a revisão do nosso plano de cargos e carreira, pois o atual é um ENTRAVE para o avanço do profissional em Educação...

ESPAÇO DO LEITOR: O IDEAL COMUNITÁRIO

O Dia Municipal do Comunitário instituído por força de lei aprovada pela Câmara de Vereadores de Juazeiro passou despercebido em nossa cidade. Nenhuma ação, nenhum evento, nenhuma solenidade foi desenvolvida com a finalidade de comemorar a data. Apenas um único texto enviado pela comunitária, Maria Nilsa Silva dos Santos.

 O IDEAL COMUNITÁRIO

Apesar dos sofrimentos e das traições,..

Espaço do Leitor: Ex-atleta sai em defesa do esporte amador de Juazeiro

Caro Geraldo José, 

O tempo fez de mim um ex-atleta. Já não tenho mais a impulsão para enfrentar ataques nas quadras e defender o voleibol de Juazeiro, bem como de Petrolina, como o fiz no passado. Mas sobra-me o amor pelo esporte das duas cidades, com o qual construí boa parte da minha história de cidadão...

Fotos ilustrativas da comunidade Galeria do Vôlei

Espaço do Leitor: Será o fim da crítica?

Num dos seus escritos, o poeta francês Charles Baudelaire teceu comentários sobre a análise do fazer artístico: “Para ser justa, ou melhor, para ter sua razão de ser, a crítica deve ser parcial, apaixonada, política; isto é: deve adotar um ponto de vista exclusivo, mas um ponto de vista exclusivo que abra ao máximo os horizontes.”

Ultimamente tenho ouvido falar coisas sobre a aceitação da crítica, o modo de se fazer e coisa e tal. A primeira reação é o esvaziamento da discussão, levando o debate para o campo do “gosto”. Outras reações se dirigem para o lado pessoal, ou profissional. Mas, desde já, informo que  não abro mão da crítica. Ela tem a sua função social, mesmo que algumas sejam ríspidas, agressivas. Mas até as construtivas causam certo incômodo, pois todos sabemos que, quando somos alvo e temos o nosso trabalho com um dedo em riste, mesmo que com uma breve e despretensiosa análise, nos sentimos afrontados...

*Raphael Leal é jornalista formado pela Universidade do Estado da Bahia.

ESPAÇO DO LEITOR: A TORCIDA QUER O JUAZEIRO SOCIAL CLUBE FORTE

Seleção de Juazeiro no torneio de acesso a 1ª divisão ( já contava com o apoio da “ Gaviões Juazeirenses” )

Nós da torcida organizada “Gaviões Juazeirenses” do mais querido time, tricolor do norte baiano, entidade esta que, reconhecidamente foi a pioneira no vale do São Francisco e que, de todas as maneiras, encontrava uma forma de poder apoiar o Juazeiro Social Clube em suas partidas tanto dentro de campo, quanto em outras praças esportivas.“Encontramos apoio de alguns abnegados, amigos, pequenos comerciantes e é claro, do conselheiro e fundador, Dalmo Feitosa que nunca deu um ‘não” a torcida organizada nas suas viagens e andanças...

Espaço do Leitor: O Calvário Político de Juazeiro e dos Juazeirenses – Parte I

Heróico e sofrido é o povo de nossa amada Juazeiro, banhada pelo untuoso Rio São Francisco, ilustrada por tantos vultos importantes, de tantas histórias e vitórias; e hoje agonizando em meio ao sofrimento provocado pelo descaso, pelo descompromisso, pelas atitudes despóticas de um governo oscilante, que pende entre a venda de ilusões e a falta de realizações... Um governo ausente no que tange às necessidades do povo... Um governo obscuro no que respeita à transparência no trato com a coisa pública... Um governo que só governa para si, negligenciando em governar PRO POPULI (Para o Povo).

Vivemos numa terra promissora, com um potencial excepcional, que possui em seu seio um povo de fibra, austero, lutador, um povo que não foge à luta e traz consigo a garra e o destemor do nordestino... No entanto, fomos vil e sorrateiramente ludibriados por um grupo de entusiastas fantasiadores, que se auto intitulou “O Grupo que mudaria Juazeiro”...

ESPAÇO DO LEITOR: A Prestação de Contas da casa Plínio Amorim

É um dever e também um direito do cidadão contribuinte, que paga seus impostos em dia, fiscalizar os gastos do dinheiro público com a Câmara de Vereadores.  Fiscalizar, cobrar, elogiar, criticar, exigir a devolução de "apropriação indevida" do dinheiro público.

Não somente o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, mas também o Judiciário, a Sociedade Civil como um todo, e por que não os próprios vereadores...

Moraes de Carvalho - Presidente do PSDC de Petrolina PE

ESPAÇO DO LEITOR: CANDIDATA DENUNCIA QUE HOUVE GOLPE EM ELEIÇÃO DA UBE PETROLINA

CARTA ABERTA À CIDADE DE PETROLINA

Olá cidadãos de Petrolina,

Meu nome artístico é Zazy Grazyely e sou poeta e escritora. Faço parte da UBE – Petrolina e quero concorrer à eleição para Direção da UBE porque acredito no meu potencial e que posso ajudar outras pessoas que como eu querem ter a felicidade de ter um livro publicado e pertencer ao mundo da literatura...

ESPAÇO DO LEITOR: PREFEITO INVESTE NA SAÚDE?

O prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, investe na saúde segundo suas mirabolantes propagandas, mas observe esse absurdo que está acontecendo em um hospital público, o Hospital da Criança.

Se esse hospital fosse particular será que os fiscais sanitários não estariam autuando o órgão? Lixo hospitalar jogado em via pública, onde passam diversas pessoas que vão praticar exercícios na orla, nadam no rio São Francisco e frequentam a prainha ao lado do prédio da Marinha. É esse o tipo de investimento, sujar a rua com lixo hospitalar?..

ESPAÇO DO LEITOR: VERGONHA, CAIS DE JUAZEIRO ESTÁ PODRE!

Quer passar vergonha em Juazeiro leve convidados ou visitantes para o caís ou orla da cidade? 

Em seguida, sente no bar Cais do Porto e um "mau cheiro" inunda o ar vindo de esgotos e fezes embaixo daquela laje que deu lugar ao histórico cais. Famílias inteiras estão acampadas ali, além do som alto e distorcido do local...

ESPAÇO DO LEITOR: "PARABENS À MUDANÇA"

Andei perambulando pelos meus pensamentos, exercitando a paciencia com esta administração, refletindo e buscando respostas para infinitas indagaçoes a respeito de nossa cidade e o seu futuro pois o presente é assustador e o passado é que nos consola.

Juazeiro realmente dorme em coma profundo anestesiada que foi por um engodo, um projeto de mudança fabricado por marqueteiros que hoje conseguiram levá-la para o estado terminal...

ESPAÇO DO LEITOR: HOMOSSEXUALIDADE UMA DISCUSSÃO DE VIA ÚNICA

Nunca foi tão agitada esta discussão da homossexualidade versus heterossexualidade, os meios de comunicações têm investido de forma direta e indireta para a ampliação deste assunto que tem se tornado tão problemático e contundente na nossa sociedade contemporânea. Quando me coloquei a disposição para escrever acerca desta temática, foi devido a minha evidente preocupação com o desenrolar desta mini guerra ideológica e de princípios religiosos, no que diz respeito ao assunto abordado.

Com base na Constituição da República Federativa do Brasil no seu Capitulo I, Art. 3º seção IV que diz: “Promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”. Podemos observar que é tanto direito do Homossexual como do Heterossexual defender e exercitar a sua opção e forma de escolha da sua orientação sexual a ser seguida. Contanto, que ambas as partes tenham o direito de expressar o seu desejo de escolha.

Quando inicio este pequeno ensaio dizendo que a discussão Homossexual é uma via de mão única é justamente por que não existe por parte de alguns dos movimentos que apóiam e defende os homossexuais a observância do direito aos heterossexuais de expressar a sua opinião sexual, ou seja, não existe uma democratização para os heterossexuais, portanto nos restam duas perguntas: por que só os movimentos homossexuais podem falar e os heterossexuais não podem? Onde fica o processo democrático? É baseado neste contexto que digo que não existem duas vias nesta discussão...

Fábbio Xavier - Teólogo e Graduando em História

ESPAÇO DO LEITOR: A importância do voto cosciente

Tudo começa e termina na mesa de um político, seja ele vereador, deputado, prefeito, senador, governador ou presidente. Nosso dia à dia é determinado na maioria das vezes por parlamentares, seja em assuntos pequenos, como o fluxo do trânsito da cidade pelo qual determina obrigatoriamente, por onde teremos que transitar e onde seremos multados, ou seja por assuntos de alta complexidade, como por exemplo o Novo Código Florestal, aprovado recentemente, que definiu, seja para melhor ou para pior, o futuro das florestas do Brasil.

Muitos outros assuntos também tem impacto direto em nossas vidas, que também são determinadas por políticos, como por exemplo, os valores da taxa Selic, que define como ficará  o custo de vida nas grandes metrópoles e em muitas outras cidades de pequeno e médio porte de nosso país...

ESPAÇO DO LEITOR: ESCOLA PÚBLICA - Repensar o atual modelo de sua grade curricular

Sempre haverá discordância, e isso é natural, pois vivemos num país democrático, onde cada um pode expressar-se livremente. Contudo, a ausência da disciplina de cunho religioso no ensino público, e a perda do hábito das crianças participarem do hasteamento da Bandeira e o canto do Hino nacional brasileiro, contribuiu muito para a situação vexatória que estamos vivenciando hoje nas escolas públicas. Ter em sala de aula uma leitura reflexiva da Bíblia ou mesmo orar o Pai nosso como antigamente, não influencia ninguém a seguir qualquer corrente filosófica ou mesmo aceitar qualquer religião, até porque o Brasil é um país laico, e todos podem seguir ou defender o credo que quiserem, e o Estado não interfere quanto a esta escolha, a Constituição Federal dá essa prerrogativa a qualquer cidadão.

Estamos perplexos e chocados com os acontecimentos do nosso dia a dia, a escola que deveria ser um lugar de aprender, armazenar conhecimentos, desenvolver o senso crítico, contribuir para a formação da cidadania e construção social, tornou-se cenário de gladiadores onde alunos e professores vivem em constantes conflitos, fatos que estão se tornado uma rotina nas escolas públicas de nosso país. A arma de fogo que é algo restrito por lei a nossa polícia, está sendo portada com facilidade por jovens estudantes, não é difícil numa abordagem rotineira encontrá-la numa mochila ou até mesmo uma arma branca, aliás, os crimes que estão em voga mais recentemente são através desse instrumento, tão mortal quanto à arma...

Espaço do Leitor: Loteamento Eldorado espera pelo calçamento

Olá Geraldo,

Amigo como tínhamos já comentado com você em outros e-mails, nós moradores do Loteamento Eldorado, passamos um bom tempo sem cobrar o nosso calçamento, mas como estamos sem nenhuma resposta concreta da Secretária de Desenvolvimento Urbano, Célia Regina e nem do prefeito, que nos prometeu muitas vezes as obras na própria imprensa, queremos, através do seu blog, lembrar aos governantes de que já estamos próximos às eleições e nada de ações...

Espaço do Leitor: Vampiros no Juazeiro Social Clube?

(Nostradamus-imagem da internet)

Caro amigo Geraldo José, ..