RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 25 registros para a palavra: vacinas covid

Anvisa prorroga por um ano validade de uso emergencial de vacinas contra Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta quinta-feira (12), a prorrogação da validade das Autorizações de Uso Emergencial de medicamentos e vacinas para Covid-19.

Com a medida, as autorizações atuais permanecerão válidas por mais um ano. Dentro deste prazo, as empresas que ainda possuem produtos nessa situação deverão solicitar o registro sanitário definitivo. Leia trecho da proposta abaixo...

Covid-19: vacinas usadas no Brasil elevam proteção contra reinfecções

A imunização com as vacinas contra covid-19 utilizadas no Brasil aumenta a proteção mesmo nas pessoas que já tiveram casos da doença previamente, mostra um estudo publicado quinta (31) na revista Lancet por pesquisadores do projeto Vigivac, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O estudo indica que a vacinação reduz, principalmente, a ocorrência de hospitalizações e óbitos. 

Os pesquisadores constataram que a efetividade dos imunizantes contra internação ou morte, 14 ou mais dias após a conclusão do esquema vacinal, foi de 81,3% para a CoronaVac, 89,9% para a AstraZeneca, 57,7% para a Janssen e 89,7% para a Pfizer. Já contra quaisquer casos sintomáticos, foi encontrada uma efetividade de 39,4% para a Coronavac, 56% para a AstraZeneca, 44% para a Janssen e 64,8% para a Pfizer...

PF abre inquérito contra Bolsonaro por associar vacina contra a Covid à Aids em live

A  Polícia Federal abriu inquérito policial contra o presidente Jair Bolsonaro para apurar a associação feita por ele, em uma live nas redes sociais no ano passado, da vacina contra a Covid-19 à Aids (o que é falso e não tem nenhuma comprovação).

A PF vai apurar se Bolsonaro cometeu crime de pandemia, infração de medida sanitária preventiva e incitação à prática de crime. O inquérito policial foi instaurado no dia 23 de fevereiro, apesar de atender a um inquérito aberto no STF (Supremo Tribunal Federal) em dezembro do ano passado. A confirmação da abertura do inquérito policial consta em documentos enviados pela PF ao STF na noite de quarta-feira (2)...

MPF pede suspensão de nota e portaria da Saúde que contestaram vacinas

O Ministério Público Federal (MPF) pediu, nesta quinta-feira (3), pela suspensão de uma nota técnica e de uma portaria da secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde – pasta responsável pelos documentos que sugeriram a eficácia da cloroquina e ineficácia das vacinas.

Segundo o MPF, “os normativos contrariam temas já pacificados pela comunidade científica a respeito do tratamento e combate ao coronavírus”. O órgão ainda pediu que fosse publicada, no lugar da nota, as Diretrizes Brasileiras para Tratamento Medicamentoso Ambulatorial do Paciente com Covid-19...

Ministério da Saúde altera nota técnica sobre efetividade da vacina

O ministério da Saúde alterou uma nota técnica da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos (SCTIE) que sugeria que a hidroxicloroquina tem eficácia no combate à Covid-19 e a vacinação, não, publicada no sábado (22).

A alteração foi anunciada na terça-feira (25), afirmando que a republicação da nota seria feita para “promover maior clareza no conteúdo e evitar interpretações equivocadas, como a de que a decisão critica o uso das vacinas Covid-19”...

Saúde recua e vai retirar tabela que dizia que hidroxicloroquina era segura, mas vacinas não

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (25) que vai alterar a nota técnica publicada na sexta-feira (21) que afirmava que as vacinas não têm demonstração de segurança (veja mais abaixo o comunicado do ministério).

A GloboNews teve acesso à nova nota técnica e a tabela que trazia informações sobre a segurança e efetividade de medicamentos e vacinas foi retirada. No entanto, segundo o Ministério da Saúde a deliberação não será modificada...

Estudo indica que vacinas aumentam proteção de quem já teve covid-19

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) publicaram ontem (29) um estudo sobre vacinas contra covid-19 usadas no Brasil que aumentam a proteção contra o SARS-CoV-2 em quem já teve a doença previamente. O trabalho foi publicado em formato preprint no site Medrxiv, o que significa que ainda precisa ser revisado por outros cientistas.

Os pesquisadores avaliaram 22.565 indivíduos acima dos 18 anos que tiveram dois testes de RT-PCR positivos e 68 mil que tiveram teste positivo e depois negativo, entre fevereiro e novembro deste ano...

Covid-19: todas as vacinas administradas no Brasil têm efetividade

Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que analisou as quatro vacinas administradas no Brasil contra a covid-19, de janeiro a outubro de 2021, aponta que todas conferem grande redução do risco de infecção, internações e óbito. 

Considerando os desfechos graves (internação ou óbito) em indivíduos com idade entre 20 e 80 anos de idade, a proteção variou entre 83% e 99% para todos os imunizantes...

OMS diz que proteção de vacinas contra covid-19 é de seis meses

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirma que a duração da imunização dada pelas vacinas contra a covid-19 é de seis meses. A estimativa foi por meio do cruzamento de vários estudos já realizados.

Kate o'bryan, especialista em vacinas da OMS, explica que a proteção de até seis meses não desaparece completamente depois desse período. Mas durante meio ano, o risco de doença grave, internação ou morte diminui drasticamente...

Doses de reforço das vacinas anticovid oferecem níveis diferentes de proteção

As doses de reforço das vacinas anticovid oferecem um nível de proteção diferente de acordo com as marcas, mas a imunidade em geral volta a melhorar, afirma um estudo publicado na revista The Lancet.

O estudo foi realizado em junho, no Reino Unido, com um grupo de 3 mil pessoas e comparou diversas configurações, segundo a vacina aplicada inicialmente e a escolhida como reforço...

Anvisa cobra do Ministério da Saúde os dados que embasaram decisão de aplicar dose de reforço no país

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quinta-feira (18) que enviou ao Ministério da Saúde um ofício solicitando informações sobre os "elementos técnicos que embasaram a decisão" de aplicar doses de reforço das vacinas contra a Covid-19.

Na noite de quarta-feira, em uma nota técnica, o governo apontou que a decisão pela dose de reforço foi tomada sob a guarda da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (Secovid)...

Covid-19: país receberá este mês 24 milhões de doses a mais de vacina

O governo federal conseguiu antecipar o recebimento de 24,4 milhões de vacinas contra covid-19 que chegaria ao Brasil em dezembro. A previsão inicial para o mês de novembro era receber dos laboratórios 61,8 milhões de doses, mas esse número subiu para 86,2 milhões de doses.

Segundo a previsão do Ministério da Saúde, devem ser entregues 21,7 milhões de doses da AstraZeneca, 56,7 milhões da Pfizer e 7,7 milhões da Janssen, de dose única. “A nossa campanha vai muito bem. Até o final do ano, toda a população brasileira pode estar plenamente vacinada com as duas doses de vacina”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante agenda em João Pessoa (PB)...

Vacinas reduzem infecção pela variante Delta, mas transmissão ainda é possível

As vacinas contra a Covid-19 foram projetadas para reduzir os riscos do desenvolvimento de casos graves, prevenir a hospitalização e evitar as mortes pela doença. No entanto, pesquisadores estimam que as vacinas também poderão trazer impactos positivos, como a redução da transmissão do novo coronavírus.

Um estudo publicado no periódico científico “The Lancet Infectious Diseases” mostrou que pessoas que receberam duas doses da vacina ainda podiam transmitir a infecção para outras pessoas da família e indivíduos não imunizados. No entanto, as pessoas vacinadas se livraram da infecção mais rapidamente em relação aos que não receberam os imunizantes...

Liberado certificado de vacinação para quem tomou vacinas diferentes

O Ministério da Saúde anunciou hoje (22) a liberação de emissão do certificado de vacinação contra a covid-19 para pessoas que tomaram duas doses de marcas diferentes, a chamada intercambialidade. A emissão poderá ser realizada por meio do aplicativo ConecteSUS.

Essa alternativa estava proibida no app. Em nota no início do mês, o ministério reconheceu que o sistema impedia a emissão do certificado e informou que buscaria uma solução para evitar essa limitação...

Núcleo de Saúde recebe mais 17,5 mil vacinas contra covid-19 para cidades da região Norte da BA; veja a distribuição por municípios

O Núcleo Regional de Saúde-Norte recebeu nesta quarta-feira (20), 17.586 novas doses de vacinas contra a Covid-19. São doses da Pfizer que desembarcaram no aeroporto Senador Nilo Coelho em Petrolina-PE nesta tarde e serão distribuídas para Juazeiro e outras cidades da região.

As vacinas são destinadas para aplicação de primeira e segunda doses para adolescentes de 12 a 17 e população acima de 18 anos, respectivamente. De acordo com o Núcleo, a distribuição para os demais municípios atendidos pelo órgão será feita com escolta da Polícia Militar e e seguindo a logística estabelecida pela coordenação. ..

Brasil deve receber 226 milhões de vacinas contra a Covid-19 até o final do ano

O Brasil conta com diferentes fornecedores de vacinas contra a Covid-19 para abastecer o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, responsável pela distribuição aos estados e municípios, e, de acordo com as estimativas da pasta, o país deve receber no último trimestre deste ano, entre outubro e dezembro, um total de 226 milhões de doses dos imunizantes.

As previsões de entregas de vacinas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) são semanais e atualizadas de acordo com a disponibilidade do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). Segundo a Fiocruz, a AstraZeneca tem garantido entregas mensais de lotes de IFA, conforme acordado. A importação de 8 milhões de doses do Instituto Serum da Índia ainda está sendo negociada, em cronograma sem previsão, de acordo com a fundação...

Núcleo de Saúde recebe mais 35,5 mil vacinas contra covid-19 para cidades da região Norte da BA; veja a distribuição por municípios

O Núcleo Regional de Saúde-Norte recebeu nesta terça-feira (21), 35.540 novas doses de vacinas contra a Covid-19. São doses da Pfizer, Coronavac e Astrazeneca que desembarcaram no aeroporto Senador Nilo Coelho em Petrolina-PE pela manhã e serão distribuídas para Juazeiro e outras cidades da região. As vacinas são destinadas para aplicação de primeira e segunda doses, além da dose de reforço.

De acordo com o Núcleo, a distribuição para os demais municípios atendidos pelo órgão será feita com escolta da Polícia Militar e e seguindo a logística estabelecida pela coordenação. Ao todo, Juazeiro recebe 15.434 novas doses, sendo 4.074 da Pfizer, 3.720 da Astrazeneca e 7.640 da Coronavac...

Fiocruz avalia efetividade da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com dados colhidos entre 17 de janeiro e 19 de julho reforçou que as vacinas CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer contra covid-19 preveniram casos graves e óbitos causados pela doença no Brasil.

Confirmando conclusões de outros pesquisadores, a análise indicou que a proteção é maior quando o esquema vacinal é completo, mas diminui conforme aumenta a idade dos vacinados...

Bahia recebe 258.390 doses de vacinas contra Covid-19 nesta quinta (16)

A Bahia receberá novas remessas de vacinas contra a Covid-19, nesta quinta-feira (16). A primeira carga, com 166.140 doses de vacinas da Pfizer/BioNtech será trazida em um voo comercial com pouso previsto para 9h35 no aeroporto de Salvador. A segunda remessa, com 92.250 doses da vacina Oxford/AstraZeneca, chegará em um voo comercial com aterrissagem programada para 14h15.

Com esta nova carga, a Bahia chegará ao total de 18.228.508 doses de vacinas recebidas, sendo 6.793.918 da Sinovac/Coronavac; 6.843.830 da Oxford/AstraZeneca; 4.329.660 da Pfizer e 261.100 da Janssen..

Bahia receberá mais 162.630 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta sexta-feira

Uma nova remessa com 162.630 doses de vacinas contra Covid-19 chegará na Bahia nesta sexta-feira (3). O voo trazendo os imunizantes produzidos pela Pfizer/BioNTech está previsto para pousar no aeroporto de Salvador às 9h35.

As doses serão destinadas para a segunda aplicação. Após a conferência da carga pela equipe de Imunização do Estado, as vacinas serão enviadas para as regionais de saúde, de onde serão encaminhadas para os municípios...