RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 1036 registros para a palavra: professores

Aleluia: Greve dos professores revela autoritarismo de Wagner

“O tratamento dado pelo governador Jaques Wagner à legítima greve dos professores das universidades estaduais só confirma o caráter autoritário e demagógico do petismo”, comenta o presidente estadual do Democratas, José Carlos Aleluia, sobre a ameaça governamental de cortar os dias parados dos professores em greve, embora o direito ao pagamento já tenha sido reconhecido pela Justiça em decisão liminar.

O líder oposicionista concorda com a reivindicação dos grevistas de que seja revogado o decreto 12.583/11. “Essa medida do governador restringe o orçamento das universidades estaduais e prejudica a qualidade do ensino. Em vez de cortar na educação, o governo deveria ter evitado os gastos nas contratações de companheiros para as novas secretarias”.

Aleluia considera absurda a inclusão sorrateira no acordo proposto pelo governo de uma cláusula que impede reivindicações salariais dos professores até 2015. “Fico a imaginar a reação que isso causaria nos petistas se fosse proposto pelos governos anteriores”.

O presidente democrata diz que a máscara do petismo caiu. “Está provado que o discurso deles fora do poder era pura demagogia. Pregavam uma coisa e a prática é bem diferente. O que se constata é o autoritarismo de toda ordem”. ..

PROFESSORES DA UNEB EM JUAZEIRO FAZEM AVALIAÇÃO DA GREVE QUE JÁ DURA 25 DIAS

Em greve há vinte e cinco dias, os professores da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) receberam os veículos de comunicação de Juazeiro e Petrolina na manhã desta quinta-feira (19), no Departamento de Ciências Humanas, em Juazeiro, quando fizeram uma avaliação do movimento grevista e um panorama sobre a situação das universidades públicas na Bahia.  

Manoel Ernesto e Edmerson Reis, representando os demais líderes do movimento, explicaram que a greve não era apenas por reajuste salarial, mas também em favor da contratação de professores, da anulação do decreto 12.583/11, que o direito da progressão e promoção seja mantido, e contra a chamada cláusula da mordaça que congela os salários por quatro anos...

Em sessão especial, Câmara vai debater greve dos professores da Uneb

A greve dos professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em especial a do campus III em Juazeiro, será o tema de sessão especial na Câmara Vereadores nesta quarta-feira (18), a partir das 16h, no auditório da Casa Aprígio Duarte. Representantes dos docentes e discentes estarão presentes à reunião, solicitada a Mesa diretora da Câmara na última semana.

Em sessão especial, Câmara vai debater greve dos professores da Uneb

Para o presidente da comissão de Educação da Câmara, vereador Benedito Marques (PSDB), esse é um espaço muito importante para o desenvolvimento do ensino superior em nossa região. “Mesmo sabendo que não é de nossa competência legislar pela Universidade, já que ela é estadual, não podemos ficar parados com essa situação. A Câmara de Vereadores é a caixa de ressonância da cidade e vamos juntos com os professores debater essa situação. Nós vereadores somos sensíveis luta por uma Uneb melhor”, explicou...

Em sessão especial, Câmara de Juazeiro vai debater greve dos professores da Uneb

 
A greve dos professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em especial a do campus III em Juazeiro, será o tema de sessão especial na Câmara Vereadores na próxima quarta-feira (18), a partir das 16h, no auditório da Casa Aprígio Duarte. Representantes dos docentes e discentes estarão presentes à reunião, solicitada a Mesa diretora da Câmara na última semana.
 
Para o presidente da comissão de Educação da Câmara, vereador Benedito Marques (PSDB), esse é um espaço muito importante para o desenvolvimento do ensino superior em nossa região. “Mesmo sabendo que não é de nossa competência legislar pela Universidade, já que ela é estadual, não podemos ficar parados com essa situação. A Câmara de Vereadores é a caixa de ressonância da cidade e vamos juntos com os professores debater essa situação. Nós vereadores somos sensíveis luta por uma Uneb melhor”, explica.
 
Em greve por tempo indeterminado desde último dia 26 de abril, os professores protestam contra o Decreto 12.583/2011, que determina a atual situação de “estrangulamento orçamentário” nas universidades estaduais na Bahia, além da retirada de direito dos docentes, como retirada de licenças para especializações, e arrocho salarial. 
..

Professores de Casa Nova aderem maciçamente à paralisação nacional

Os Professores e demais trabalhadores de Casa Nova aderiram a paralisação nacional com objetivo de discutir: O Piso Salarial Nacional, PNE, Reestruturação do Plano de Cargos Carreira e Remuneração do Magistério e Estatuto do Magistério. Ontem a APLB Sindicato de Casa Nova se reuniu com outras entidades representativas da sociedade civil para discutir o ato público que acontecerá nesta sexta-feira, dia 13 maio, às 09 horas na praça principal da cidade.

Participaram da reunião dirigentes da Colônia de Pescadores, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Associação de Pescadores e Piscicultores, UNASFP e Associação de Santana do Sobrado. Durante a reunião a APLB Sindicato apresentou a realidade da educação entregou documentos com os repasses da educação entre outros documentos o que fez com que os representantes das entidades se sensibilizassem com a categoria e declarassem total apoio ao movimento que acontecerá amanhã em Casa Nova...

Professores de Casa Nova mantém paralisação

Desde a última segunda-feira, 02 de maio, os professores da Rede Municipal de Ensino em Casa Nova estão com as suas atividades paralisadas reivindicando melhores condições de trabalho, transporte escolar de qualidade e para todos, piso salarial nacional, merenda escolar em quantidade e qualidade suficiente, bem como as reformas nas escolas.

Hoje, os professores depois de assembléia na praça principal de Casa Nova, participaram da I Plenária Municipal do PT com a presença do deputado estadual Marcelinio Galo. Na oportunidade a ddireção da APLB entregou documento solicitando apoio do partido e dos deputados que compõem a bancada na Assembléia Legislativa. Os professores participaram ativamente do ato vestidos com camisas com a seguinte frase: "Sou educador e mereço respeito". O deputado federal Joseph Bandeira que foi convidado e anunciado, não apareceu...

PROFESSORES DE CASA NOVA EM GREVE SE REÚNEM COM OS DEPUTADOS MARCELINO GALO E JOSEPH BANDEIRA

Professores da Rede Municipal de Ensino em Casa Nova estão realizando manifestação pública na amanhã desta sexta-feira, dia 06, na praça principal da cidade. Na oportunidade, eles discutem com a sociedade os problemas que vem afetando a educação no município como: Falta de merenda escolar, transporte escolar superlotado,  reestruturação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério e Estatuto do magistério, Piso salarial nacional retroativo a janeiro, reforma das escolas, material didático e professores excedentes.

A APLB Sindicato convida aos pais, alunos, professores e a toda a sociedade casanovense a participarem do ato por uma educação de qualidade. Após o ato público, a categoria participará de plenária que acontecerá no Centro Social São José, com as presenças do deputado estadual Marcelino Galo e do deputado federal Joseph Wallace Faria Bandeira,  entre outras autoridades, com o objetivo de pedir apoio para a resolução dos problemas. ..

Mobilização de professores,funcionários e alunos da Uneb/Senhor do Bonfim

Em reunião realizada no último, dia 03, no Campus VII – Senhor do Bonfim, como parte das atividades da greve de professores que acontece nas quatro Universidades Estaduais, professores, funcionários e alunos presentes discutiram sobre problemas gerais que envolvem as três categorias. Discutiram também problemas que envolvem o Campus de Senhor do Bonfim, a exemplo da ausência de concurso público e da precariedade de funcionamento do Curso de Enfermagem.

Como resultado da reunião, os presentes decidiram por realizar no próximo dia 13 de maio, dia destinado a comemoração da Abolição da Escravatura, O Forró da Alforria. Este Forró, construído a partir de doações dos segmentos envolvidos, acontecerá no Departamento como protesto aos atos do governo do estado em relação as amarras postas a educação através do Decreto de contingenciamento das despesas com a educação superior (12.583/2011) e do não cumprimento da palavra dada aos professores na negociação salarial...

Alunos e professores em greve da Uneb fazem vigília nesta quinta-feira (05)

Alunos e professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em Juazeiro, que estão com as atividades paralisadas desde o dia 26 de abril, preparam mais um ato público em defesa da Universidade.  A mobilização será nesta quinta-feira (5), a partir das 16 horas, quando educadores e estudantes farão uma vigília dentro Campus III, no espaço “Canto de Tudo”.  A coordenação do movimento pede que todos compareçam vestindo branco e levem velas que serão utilizadas durante o protesto que culminará com um cortejo no entorno da Universidade. 

De acordo com o professor Edmerson Reis, a intenção do protesto é unir o movimento grevista e a população juazeirense. “Queremos ter um momento descontraído e informativo de integração entre professores, alunos e comunidade. Queremos visualizar para sociedade que existe um movimento real. Professores e alunos estão se movimentando em torno de uma universidade melhor para essa região”, comentou...

PROFESSORES DE CASA NOVA PARAM POR TEMPO INDETERMINADO

Os professores da Rede Municipal de Ensino em Casa Nova decidiram ontem (03) continuar a paralisação por tempo indeterminado. Durante o dia de hoje, a direção da APLB Sindicato promoveu visita às escolas, onde foi constatada a participação maciça da categoria. Os professores acompanharam sessão na Câmara de Vereadores e se manifestaram com cartazes e faixas cobrando a participação dos edis daquela casa.

“Na oportunidade o Vereador Leonardo Silva se mostrou contrário à luta dos educadores quando disse que o Piso Salarrial Nacional é R$950,00 (novecentos e cinqüenta reais) para 40 horas e que a prefeitura municipal já está pagando, além disso. Isso prova o despreparo do mesmo e o quanto é informado, já que o piso salarial Nacional atual é de R$1.187,00. Esse é o tipo de vereador que temos em nosso município. Ressalte-se que ninguém se propôs a intermediar a questão mesmo tendo uma professora que é vereadora”, frisou Maria Rocha, dirigente sindical.

A direção do sindicato informa que já estão acontecendo ameaças por parte da Secretária Municipal de Educação, Alda Nunes Xavier, irmã do prefeito, que está indo à casa dos educadores ameaçar e já substituiu professores mandando os mesmos para Bem-Bom, distante mais de 100 Km da sede do município. Enquanto isso, as crianças das creches estão almoçando cuscuz com carne de soja e não possuem se quer sabonete, toalha, para higienização individual. Há na sede do município mais de 20 professores contratados, enquanto isso, existem mais de 100 professores excedentes e outros acumulados em sala de aula. Há exemplos de professores que estão ganhando por 40 horas e não trabalham nem 20...

PROFESSORES E ESTUDANTES DA UNEB PROTESTAM CONTRA O DECRETO 12.583/11 QUE O GOVERNADOR IMPÔS ÀS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO ESTADO DA BAHIA

Caro Geraldo,

Dessa vez aproveito deste espaço para expressar não só a minha indignação, mas a de todos os professores e estudantes do DCH-III/UNEB que aderiram o movimento paredista contra o DECRETO: 12.583/11 que fere os princípios da autonomia da universidade, pois o ME- movimento estudantil está de pronto para continuar esta luta por entender que a formação do discente não se dá somente na sala de aula, mas sim na qualidade do ensino que nos é oferecido. ..

PROFESSORES EM GREVE DA UNEB PEDEM APOIO DA SOCIEDADE JUAZEIRENSE

 
Professores e alunos do Campus III continuam com a mobilização em defesa da universidade pública. Hoje (29), às 14h, no Auditório ACM e salas do Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais serão realizadas oficinas para confecção de cartazes e materiais para serem usadas no movimento e atos púbicos. Amanhã, às 8h30, o movimento docente e estudantil sairá do Departamento de Ciências Humanas (DCH) para fazer ato público nas ruas para mostrar a população a importância da universidade e como ela tem sido afetada com a política de restrição de verbas promovida pelo Governo do Estado, a falta de uma assistência estudantil, a restrição aos direitos dos professores, como o direito a fazer mestrado e doutorado. Os Professores, alunos, técnicos solicitam apoio da comunidade a mostrar que a Bahia precis ter uma universidade de qualidade, digna para todos os cidadãos da Bahia. Com informações da Comissão de Mobilização - UNEB.
..

STF rejeita ação contra mudança na jornada de professores

O STF (Supremo Tribunal Federal) rejeitou nesta quarta-feira uma ação de cinco governadores de Estado que pedia a declaração de inconstitucionalidade de uma lei federal que modificou a jornada de trabalho dos professores da rede pública de ensino. Eles questionavam a Lei 11.738 de 2008, que instituiu a dedicação de um terço da jornada de trabalho de 40 horas por semana para atividades extraclasse, estudo ou planejamento de aulas.

A votação sobre o tema empatou em 5 a 5, mas como não houve votos suficientes nem para dizer que a lei é constitucional, nem que é inconstitucional, o pedido foi simplesmente rejeitado. Isso quer dizer que a lei está em vigor, mas pode voltar a ser analisada no futuro, em caso de novo questionamento. Apenas dez ministros votaram no caso, pois José Antonio Dias Toffoli se declarou impedido por ter atuado no caso quando era AGU (Advogado Geral da União)...

Univasf abre seleção simplificada para professores substitutos

A Univasf lançou sexta-feira (8) edital para seleção de professores substitutos para os campi de Petrolina (PE), Juazeiro (BA), Senhor do Bonfim (BA) e São Raimundo Nonato (PI). As inscrições abrem na próxima segunda-feira, 11 de abril e vão até dia 17 de abril, exclusivamente pela internet. A taxa é de R$ 40,00.

Os candidatos serão submetidos à prova didática e à avaliação de títulos, previstas para os dias 28 e 29 deste mês. São 9 vagas para início imediato, com prazos de 6 meses a 1 ano de contrato. O edital e respectivos anexos estão disponíveis no endereço eletrônico http://www.concurso.univasf.edu.br/. ..

Alice Portugal comemora decisão do STF sobre o Piso Salarial dos professores

A deputada federal Alice Portugal, que é uma das autoras da lei que instituiu o Piso Salarial Nacional dos Professores, comemora a decisão do Supremo Tribunal de Federal que, nesta semana, julgou improcedente o pedido de governadores para considerar gratificações e bônus como parte do piso pago aos profissionais da educação. 

“Considero a decisão acertada, pois, além de valorizar o magistério, o piso é um grande incentivo à melhoria da qualidade da educação no Brasil. Ele é legal, está na Constituição e deve ser cumprido”, destacou a parlamentar. Com essa resolução do STF, o piso salarial nacional passa a ser de R$ 1.187,00 e deverá ser pago em todos os estados e municípios do país. ..

Governo de Bonfim realiza oficina estimulando professores a contar historias para educação infantil

Foi realizada quarta-feira (06) no auditório da Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim a oficina “A arte de contar história na educação infantil”, ministrada pela consultora da editora FTD, Cibele Queiroz. O evento teve como objetivo incentivar os professores da educação infantil que atuam do maternal até o 2º Período, a contar mais histórias às crianças. 

Uma das bases dessa pedagogia consiste em que: o contato com o texto escrito faz com que as crianças tenham novas sensações, desenvolvam sua imaginação e façam uma relação estreita entre o mundo da fantasia e a realidade...

Lei do piso nacional dos professores volta à pauta do STF hoje

Depois de dois adiamentos, o Supremo Tribunal Federal (STF) retoma hoje o julgamento da lei que criou o piso nacional do magistério. Há dois anos, a Corte negou pedido de liminar a cinco governadores que questionaram a constitucionalidade da lei, que determinou um piso de R$ 950 a professores da educação básica da rede pública com carga horária de 40 horas semanais. Falta agora o julgamento do mérito da matéria, aguardado com ansiedade pela categoria.

Os sindicatos que representam os profissionais alegam que a suspensão da análise da matéria pelo STF criou um clima de “insegurança jurídica” e alguns prefeitos se valem do imbróglio para não pagar o piso, atualizado em 2011 para R$ 1.187,14. Não existe um levantamento oficial sobre as redes de ensino que cumprem a lei...

ACORDO ENTRE PREFEITURA E APLB PREVÊ REAJUSTE SALARIAL DOS PROFESSORES EM SENTO-SÉ

Recente acordo firmado entre a prefeitura municipal de Sento-Sé e a APLB Sindicato equiparou o salário dos professores da rede municipal ao novo piso nacional, estabelecido pelo Ministério da Educação, em Fevereiro deste ano. O novo piso estabelecido pelo MEC ficou em R$ 1.187,08, para professor de nível médio, com jornada de trabalho de quarenta horas semanais. Para adequar as finanças a prefeitura de Sento-Sé refez as contas e reajustou o salário dos professores. O professor de nível médio passou a recebe R$ 1.661,90, com as gratificações, para trabalhar dois turnos, e um professor de nível superior R$ 2.160,48, com as gratificações, para trabalhar 40 horas.

O acordo firmado entre o prefeito Ednaldo Barros e a diretoria do núcleo da APLB de Sento-Sé, prevê que o novo reajuste seja pago a partir do mês de janeiro. Os professores vão perceber as diferenças salariais retroativas em duas parcelas. No dia 31 de Março serão depositados os valores correspondentes aos vencimentos do mês e a diferença de janeiro. Os retroativos de Fevereiro serão pagos junto com os proventos de Abril. Considerando o reajuste salarial dos professores e o aumento do mínimo que passou de R$ 510,00 para R$ 545,00 e outras elevações, o impacto na folha salarial foi de R$ 715.421,23...

Professores anunciam paralisação para o dia 30 na Bahia

Os professores das universidades estaduais anunciaram ontem, dia 23, durante audiência pública na Assembleia Legislativa, que farão uma paralisação de advertência no próximo dia 30. Eles vão protestar contra a proposta de negociação salarial da categoria que incorpora gratificações, mas congela os vencimentos do magistério superior até 2015. Além disso, os professores, com o apoio dos estudantes, querem anular os efeitos do decreto 12.583, publicado em fevereiro no Diário Oficial e que cortou despesas relacionadas à contratação e promoção de servidores, sobre a educação superior. Esse tema foi discutido hoje na audiência realizada pela Comissão de Educação e Serviços Públicos da Assembleia, solicitada pelo vice-presidente do colegiado, deputado Bruno Reis (PRP).

A comissão aprovou a proposta do deputado de enviar às secretarias do Planejamento, da Fazenda e da Educação um documento pedindo que a educação superior seja poupada pelos cortes determinados no decreto. Bruno Reis lembrou que o governo federal, em decreto semelhante publicado em janeiro, deixou as universidades públicas de fora dos cortes. O deputado solicitou ainda a revogação da portaria de número 0001, publicada também em fevereiro no Diário Oficial, e que corta a contratação de cursos, seminários, congressos, simpósios, capacitação e treinamento de professores, além da conceção de passagens, adiantamento para deslocamentos e hospedagens...

Capacitação em Petrolina prepara professores universitários para o Desafio Sebrae

Pela primeira vez, em 12 anos de existência, os professores universitários do interior de Pernambuco recebem capacitação para o Desafio Sebrae, uma competição de amplitude internacional que, através de um jogo virtual, simula o dia-a-dia de uma empresa fazendo com que os estudantes de nível superior de nove paises administrem um negócio, desenvolvam o espírito de equipe e o empreendedorismo.

A capacitação que reuniu docentes das entidades de ensino superior, Facape, UPE, Univasf e Uneb, aconteceu durante todo o dia desta terça-feira (15), no Sest/Senat em Petrolina. Os professores conheceram inicialmente o Softwarede última geração que é um jogo similar ao que deverá ser utilizado pelos estudantes do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Panamá, Peru e Uruguai durante seis meses de competição. Depois do acesso às informações, que deverão multiplicar entre os estudantes universitários da região, os professores jogaram entre si, simulando a concorrência entre as empresas e tomando decisões em várias áreas de atuação empresarial, a exemplo de marketing, finanças e administrativo...